Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021

'Tive medo de perder meu filho', diz pai de menino atropelado

25 setembro 2012 - 15h10
G1





O menino e o pai que foram atropelados por uma caminhonete no Jardim Centenário, região sul de Campo Grande, receberam alta médica da Santa Casa. Os dois estavam em uma bicicleta quando foram atingidos pelo veículo no cruzamento com a rua Eva Perón, na tarde de sábado (22).

Nesta segunda-feira (24), o auxiliar de serviços gerais Jurandir Machado, 38 anos, ainda sentia dores pelo corpo. Ele está em casa, juntamente com o filho, Matheus Valchak Machado, 9 anos, que teve ferimento na coxa. "Tive medo de perder meu filho", disse ao G1.

O auxiliar de serviços gerais lembrou que ia encontrar a mulher na igreja e deixar o menino com ela. Machado parou no canto da rua quando chegou no cruzamento. Segundo ele, a caminhonete veio desgovernada em sentido contrário e atingiu o pedal da bicicleta.

“Só ouvi o barulho e a batida. Eu voei uns cinco metros e caí, mas não cheguei a desmaiar. Levantei rápido para ver como meu filho estava. Por sorte ele não morreu”, afirmou. Jurandir sofreu um corte no pé e ainda sente dores nas costas e nas pernas.
Matheus teve um ferimento na coxa depois de ser atingido pelo parachoque do veículo. O garoto lembra bem do momento do acidente. “Eu olhei a caminhonete e a moto desviando dela, quando eu vi, bateu na gente. Eu cai da bicicleta, bati no muro e em uma churrasqueira que estava lá”, disse.

A mãe do menino, Tereza Valchak, 29 anos, estava na igreja e disse ter entrado em pânico quando ficou sabendo do acidente. “Quando eu cheguei lá, foi um choque. Fiquei desesperada porque ele estava assustado, chorando bastante. Se pegasse em cheio, meu filho teria morrido.”


Acidente

O menino e o homem foram atropelados por um motorista de 41 anos. Segundo a Polícia Militar, o condutor aparentava estar embriagado e fugiu após o atropelamento.

Durante a fuga, bateu em uma torre de energia e acabou tombando a caminhonete, na avenida Guaicurus. O condutor foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. As vítimas ainda não registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil. O caso deve ser investigado no 5ºDP, depois que o boletim feito pela Ciptran for encaminhado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VALE UNIVERSIDADE
Termos de compromisso devem ser entregues até o dia 28
SAÚDE
Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã ao Rio
MAUS-TRATOS
PMA autua em R$ 2 mil criminoso que cortou cachorro de facão para que parrasse de latir
JUSTIÇA
Lewandowski nega decisão liminar para afastar Pazuello da Saúde