Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020

Três acusados de atacar acampamento indígena são presos

Três acusados de atacar acampamento indígena são presos

01 dezembro 2011 - 10h59Por Dourados Informa
Foram presos na terça-feira (29) três suspeitos de terem participado do ataque contra o acampamento Tekoha Guaviry, dos índios da etnia guaraní-kaiwá, no último dia 18. A informação é da Delegacia de Polícia Federal de Ponta Porã.

De acordo com os indígenas, no dia do "massacre", ao menos 42 pistoleiros fortemente armados invadiram a área acampada e atacaram violentamente a comunidade, executando supostamente o cacique Nísio Gomes, 59 anos, com tiros de calibre 12.

Ainda segundo os guaraní-kaiwá, após a ação os pistoleiros colocaram o corpo do cacique na carroceria de uma camionete e fugiram. Até o momento não há pistas sobre o paradeiro do corpo. Outras duas pessoas ficaram feridas.

O massacre ocorreu pois os indígenas estão em propriedades rurais particulares situadas entre os municípios de Aral Moreira e Amambai. A área passa por estudo para a identificação de terras indígenas. No acampamento vivem cerca de 100 índios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Projeto de Lei irá dar mais informações dos atos do poder executivo em MS
SAÚDE
Covid-19: ANTT define novas medidas para o transporte interestadual
JUSTIÇA
Indevida a cobrança de taxa de evolução da obra após fim da construção do imóvel
DOURADOS
Júri condena membros de grupo de extermínio a mais de 100 anos de prisão