Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020

Três quilômetros de redes de pesca são apreendidos no Rio Paraná

28 novembro 2011 - 10h37Por PMA
Policiais Militares Ambientais de Bataguassu estão mantendo a fiscalização intensificada durante a piracema nos lagos das Usinas do Rio Paraná, especialmente, em razão de que a pesca está liberada para a captura de 10 kg mais um exemplar de peixes exóticos e não nativos da bacia, tais como: Tucunaré, curvina, tilápia, bagre africano e outros.

A fiscalização é para evitar o uso de petrechos proibidos e a captura de pescado nativo, o que se constitui em crime ambiental. Domingo (27), em uma missão no lago da Usina Sérgio Motta, os policiais retiraram da água e apreenderam três quilômetros de redes. Trata-se de uma quantidade impressionante de material proibido, os quais têm grande capacidade de depredação de cardumes.

A manutenção da fiscalização e retirada destes petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionamento de mortes dos peixes, pois, os elementos armam o material pela madrugada e ficam somente conferindo, quando não observam presença da fiscalização.

Há uma semana, policiais de Três Lagoas já haviam recolhido 2,5 km de redes nos lagos das Usinas de Jupiá e Sérgio Motta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Ministro debate com entidades retorno das aulas presenciais
MAUS TRATOS
Estudante de 26 anos é autuada por maus tratos ao deixar cachorro sem água, sem alimentação e doente
ECONOMIA
Captação da poupança cai pela primeira vez desde janeiro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil recupera celular produto de apropriação de coisa achada