Menu
Busca domingo, 25 de outubro de 2020
MS

Vacina contra dengue começa a ser vendida na Capital em agosto

Anvisa divulgou no fim do dia o 'preço fábrica' das doses; clínica de Campo Grande fará compra no dia 10

26 julho 2016 - 09h15Por Campograndenews
A vacina da dengue no Brasil, produzida pela empresa Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda., começa a ser vendida na Capital na segunda quinzena de agosto. Para as clínicas de Mato Grosso do Sul, as doses vão custar no máximo R$ 132,76, conforme divulgou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no fim da tarde desta segunda-feira (25). O "preço fábrica" foi definido, mas o valor que chega ao consumidor é acrescido da margem de lucro do estabelecimento que oferece e aplica a vacina.

É possível calcular, entretando, que quem quiser se imunizar contra a doença terá de gastar cerca de R$ 400, para custear as três doses necessárias.

A clínica Imunitá, de Campo Grande, deve anunciar o quanto vai cobrar pela dose depois do dia 10 de agosto. Dono da empresa, o médico Alberto Jorge Félix Costa, vai participar do lançamento da vacina no dia 10 de agosto, em São Paulo, onde ele negociará a compra das doses com o laboratório e depois vai calcular a soma do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços ) de 17%, além da margem de lucro, conforme assessoria de imprensa.

De acordo com a Anvisa, ao "preço fábrica" é acrescido do ICMS que varia de acordo com o Estado. No Brasil, o laboratório fabricante poderá cobrar de R$ 132,76 e R$ 138,53.

O valor da vacina da dengue foi definido pelo CMED (Comitê Técnico Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos).

Tratamento – O tratamento com a vacina inclui três doses, com seis meses de intervalo entre elas.

A Sanofi-Aventis é, até o momento, a única empresa, no país, com registro de uma vacina contra a dengue, chamada de Dengvaxia®. Outras vacinas para a prevenção da dengue ainda estão sendo analisadas pela Anvisa.

Boletim - Até o dia 21 deste mês, 57.795 pessoas foram diagnosticadas com dengue em Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, foram 27.668 casos registrados. No ano passado, foram 46.070 notificações, 25% a menos que nos primeiros sete meses de 2016.

A doença matou 16 pessoas até agora. Sete pacientes erqam de Ponta Porã, três de Campo Grande, três de Dourados e há mortes também em Maracaju, Porto Murtinho e Coxim.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Polícia Militar Ambiental prende ladrão pouco depois de pedido de socorro de vítima desesperada por ter sido assalta por homem com pistola
EMPREGO
Pandemia aumenta busca por profissionais autônomos e freelancers no país; veja serviços com maior demanda
AUXÍLIO EMERGENCIAL
3,7 milhões de nascidos em setembro recebem nova parcela neste domingo
SEGURANÇA PÚBLICA
Mato Grosso do Sul reduz índices de violência durante a pandemia