Menu
Busca quarta, 21 de agosto de 2019
SEGUNDA LEVE!

Peito de frango recheado com frutas secas no molho de laranja

20 maio 2019 - 14h53Por A revista da mulher

Ingredientes 

• 1/2 xícara (chá) de farinha de milho amarela

• 6 ameixas pretas sem caroço picadas

• 1 maçã vermelha média cortada em cubos pequenos

• 3 colheres (sopa) de nozes picadas

• 1 colher (sopa) de salsinha picada

• 2 peitos de frango grandes sem pele (700g)

• 1 colher (chá) de sal

• 2 colheres (sopa) de óleo de coco extravirgem

• 2 colheres (sopa) de néctar de coco

• 1 colher (sopa) de molho coco aminos (ou shoyu)

• 1 cebola pequena ralada

• 2 xícaras (chá) de suco de laranja

• 1 colher (sopa) de pimenta rosa

Modo de preparo 

1. Preaqueça o forno em temperatura média (180°C). Em uma tigela, misture a farinha, as ameixas, a maçã, as nozes e a salsinha. Reserve.

2. Corte os peitos de frango ao meio, sem separar as partes, formando uma bolsa. Tempere com metade do sal e distribua o recheio nas cavidades. Feche com palito de dente ou barbante. Arrume os peitos recheados em um refratário médio. Reserve.

3. Em uma tigela, misture o óleo de coco, metade do suco de laranja, o néctar de coco, o coco aminos, a cebola, o restante do sal e metade da pimenta. Regue os peitos de frango com a mistura, cubra com papel-alumínio e leve ao forno por 30 minutos. Regue a carne na metade do tempo.

4. Ao final do tempo, retire o papel-alumínio e asse por mais 20 minutos ou até dourar. Retire os peitos de frango do forno e reserve.

5. Acrescente o suco de laranja restante na assadeira, misturando bem. Coe o caldo e coloque em uma panela. Junte a pimenta restante e leve ao fogo baixo até encorpar.

6. Retire os palitos ou barbante e corte os peitos de frango em fatias. Arrume-os em uma travessa e regue com o molho. Sirva em seguida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NARCOTRÁFICO
Condenado a 59 anos por narcotráfico, chefão do PCC em MS perde aviões e 22 carros
JUSTIÇA
Paciente deverá receber atendimento domiciliar pelo SUS
POLÍTICA
Reunião dos ministros de agricultura do Brics vai mostrar ao mundo a produção sustentável do país
POLÍTICA
Bolsonaro: aumento de queimadas na Amazônia pode ser ação criminosa