Menu
Busca quarta, 16 de outubro de 2019
SAÚDE

Reposição Hormonal: Mitos e Verdades

11 junho 2019 - 15h01Por Mulher depois dos 40

Doutor em Endocrinologia e especialista Menopausa explica as principais questões sobre a prática

Reza a lenda que toda mulher na idade madura precisa de um pouco de paz e muitos hormônios… Mas é bem por aí mesmo? Quem nos responde é o Dr. Paulo Mário F. de Oliveira, endocrinologista e professor de medicina da UERJ, com doutorado e especialização em Menopausa, em contribuição exclusiva para o blog Mulher Depois dos 40. O médico responde às principais dúvidas que temos quando pensamos em iniciar um tratamento que ainda é carregado por muitos tabus e concepções equivocadas.

Todas as mulheres podem fazer?

Mito. Todas deveriam, mas nem todas podem fazer. Tem contraindicações.

Engorda?                                                          

Mito. A reposição hormonal apenas restabelece o que parou de ser produzido pelo próprio organismo. Pode acontecer, dependendo da substância utilizada e da via de administração, oral ou transdérmica, uma retenção de líquido, em geral discreta e bem tolerável para a maior parte das mulheres.

Deixa o cabelo com mais brilho?

Verdade. A falta de estrogênio com o tempo deixa o cabelo ressecado, quebradiço e aumenta a perda natural. A reposição hormonal não deixa isto ocorrer.

Diminui a libido?

Mito. A reposição estrogênica, pelo contrário, preserva a integridade da mucosa genital, importante na relação sexual. A parada da função ovariana, característica da menopausa, pode, por si só, diminuir a quantidade de hormônio masculino (androgênios) que, dependendo de sensibilidade individual, é capaz de afetar a libido. Nestas circunstâncias, muitas vezes, vale pensar associar uma leve reposição transdérmica de androgênio, o hormônio masculino.

Provoca mau humor?

Mito. Pelo contrário, as mudanças humor são muito mais evidentes com a falta de estrogênio. As mudanças físicas e o desconforto ocasionado pelo climatério tiram o equilíbrio emocional e alteram o comportamento com muita frequência.

Existe um tratamento alternativo mais natural?

Mito. Os tratamentos alternativos minoram os sintomas, mas são incapazes de proporcionar os benefícios dos estrogênios.

Pode falar: todas essas perguntinhas já passaram por sua cabeça, não é? Como já tratei do assunto no blog e em nosso canal no Youtube, eu faço uso da reposição hormonal via implante há mais de 5 anos e isso tem melhorado muito a minha qualidade de vida e contribuído bastante para a gestão da minha longevidade. Antes de aderir ao tratamento, óbvio que tive todas essas dúvidas e fiz questão de sanar todas, no consultório, que é o local certo para ficarmos seguras de que caminho seguir em relação à manutenção de nosso equilíbrio hormonal. Aproveite a dica do especialista e dê mais esse passo para uma vida mais produtiva na idade madura!

Deixe seu Comentário

Leia Também

FORTALEZA
“Tudo indica que o prédio estava em reformas”, diz presidente do CREA
IRREGULARIDADE
Polícia fecha abatedouros clandestinos e multa homens por crime ambiental
SETE ANDARES
Prédio residencial desaba em bairro de classe média no Nordeste
POLÍCIA
Homem é preso na Capital com caminhonete roubada em SP