Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021

Aluno do SENAC representa MS no maior evento de empreendedorismo do Brasil

29 setembro 2012 - 00h00Por Fonte: Assessoria
O jovem Gustavo Roberto Lourenço, de 17 anos, vai representar Mato Grosso do Sul no maior evento de empreendedorismo jovem do Brasil, o Findinexa Brasil, que será realizado de 10 a 16 de outubro em Teresina (PI). Gustavo é aluno do SENAC-MS, do curso Técnico em Logística do Pronatec Piloto e também participa do projeto Junior Achievement.

O Findinexa Brasil é um Fórum Internacional para Jovens Empreendedores realizado pela Associação Junior Achievement do Piauí. Serão cinco dias de atividades educativas, recreativas e de intercâmbio cultural, que tem como objetivo fomentar o espírito empreendedor nos jovens. O público alvo são jovens de 16 a 24 anos.

Para Gustavo, participar do evento é uma oportunidade de mostrar seu trabalho e interagir com jovens de várias partes do Brasil e do mundo. “Fiquei muito feliz em ter sido escolhido para representar meu estado, é um reconhecimento do meu empenho durante o curso. E outro motivo de alegria é que terei oportunidade de mostrar meu trabalho, através da miniempresa Baçamil, do projeto da Junior Achievement”, diz. Também participa do evento a professora do SENAC/MS, Doris Day Nantes.

O Findinexa Brasil teve início em 2009 e nasceu da capacidade empreendedora de oito jovens associados da Junior Achievement Piauí, associação sem fins lucrativos que desenvolve programas ligados ao empreendedorismo em escolas e comunidades. Eventos similares já acontecem em outros países, no Brasil, o fórum é sediado no litoral piauiense.

Outras informações no site: www.ms.senac.br ou pelo telefone (67) 3312-6260.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CUIDADO
Janeiro Branco e os cuidados com saúde emocional em meio a uma pandemia
SELVÍRIA
Paulista é autuado por derrubada de árvores e incêndio ilegal da vegetação nativa
CORONAVÍRUS
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
JUSTIÇA
Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas