Menu
Busca sexta, 15 de janeiro de 2021

Avicultura de MS tem queda na exportação e aumento de custos

26 setembro 2012 - 00h00Por Fonte: Conjunctura Online
O mês de agosto registrou queda de 27% na exportação da avicultura sul-mato-grossense. De 10,4 mil toneladas embarcadas em julho desse ano, o setor contabilizou 7,5 mil toneladas em agosto. Comparado a 2011, os números ainda são mais preocupantes: foram 10,5 toneladas vendidas no mercado externo em agosto do ano passado, o que representa umaretração de 35%. Os principais compradores são Japão, Arábia Saudita e China.

Os dados fazem parte do levantamento da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS). Para a UBABE (União Brasileira de Avicultura), o fraco desempenho das exportações foi ocasionado sobretudo pela greve dos fiscais agropecuários em agosto e aos altos estoques nos países importadores, prejudicando assim o volume de exportação.

O aumento do custo de produção do setor também tem preocupado os produtores. A alta dos preços da soja e milho, valorizados em função da quebra da safra mundial, resultado da estiagem nos Estados Unidos e excesso de chuvas na Europa, refletiu no aumento de 20% do custo da ração animal, principal insumo do setor. “É provável que esse panorama continue até 2013”, estima a economista e assessora técnica da Famasul, Adriana Mascarenhas.

Para o consumidor, o resultado é de alta de preços. No varejo, cortes como a coxinha da asa teve aumento de 10,7% em oito meses. Para Adriana, outro fator impulsionou a valorização dos preços. “A indústria avícola nacional está investindo em tecnologia para atender mercado interno e externo e acaba repassando isso nos preços ao consumidor”, complementa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Ação conjunta recuperou caminhão levado em golpe do falso depósito
ECONOMIA
Ipea aponta inflação de 6,22% para as famílias mais pobres em 2020
Habitação e alimentos impactaram inflação das famílias de menor renda
CAMPO GRANDE
Policiais civis prendem suspeito de homicídio momentos após o crime
ECONOMIA
Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões