Menu
Busca terça, 16 de julho de 2019
CONSUMIDOR

Empresas de energia, saneamento e telefônicas são campeãs de reclamações em MS

12 julho 2019 - 11h15Por Dourados News

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), divulgou ranking das empresas que mais receberam reclamações no primeiro semestre de 2019. Também apresentou balanço das ações, com 715 operações de fiscalização, aumento de 9,33% comparado ao mesmo período do ano anterior.

O superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, destaca que o órgão cumpre a sua função de proteger as relações de consumo. “Esta é uma das razões para o Procon Estadual estar sempre atento às demandas do consumidor. Existem empresas que se dão ao direito de prestar serviços sem qualidade, entendendo que estarão imunes aos rigores da Lei”, disse.

Conforme a lista, as duas primeiras prestadoras de serviço com mais reclamações são concessionárias de serviço público, Energisa distribuidora de energia (1483) e Águas Guariroba, em Campo Grande (789 reclamações).

A lista segue com Telefonica do Brasil S.A, responsável pela Vivo e GVT (469), Claro (463), Banco Bradesco (391), Tim Celular (321), Nova Casas Bahia (302),Caixa Econômica Federal (263), Sky (230) e Bando Bradescard (222). 

O Procon também divulgou as empresas com mais reclamações em cada setor de atuação. 

Também foi divulgado balanço das fiscalizações realizadas na Capital e interior do Estado. No Primeiro semestre deste ano foram realizadas 715 operações, contra 654 realizadas no mesmo período em 2018, aumento de 9,33%.

Supermercados, bancos, farmácias e postos de combustível foram os principais alvos das inspeções. Somando com as ações realizadas nos outros anos, dá um total de 2.808, sendo 886 em 2017 e 1.207 em 2018.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR-267
Carreta bate em 3 veículos durante interdição após acidente com morte
CORUMBÁ
Flagrado pedindo propina, ginecologista foi denunciado por abuso sexual
PREVIDÊNCIA
Senado pode aprovar reforma em 60 dias, diz Simone Tebet
FUTEBOL
Copa Assomasul fecha 1ª fase com mais três equipes classificadas