Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021

Escolas particulares vão à Justiça contra lei de cotas

10 agosto 2012 - 00h00Por Fonte: Agencia Brasil
A Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) afirmou nesta quinta-feira (9) que pretende entrar com uma ação na Justiça para questionar o ajuste social que a nova Lei das Cotas para faculdades federais pretende realizar.

O Senado aprovou na quarta-feira a Lei das Cotas , que prevê que 50% das vagas de todos os cursos oferecidos pelas entidades federais sejam reservadas para estudantes que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas. Parte dessas vagas devem ser dedicadas à negros, pardos e índios e outra parcela para alunos de famílias com renda abaixo de 1,5 salário mínimo.

A presidente da Fenep, Amábile Pacios, disse que a lei desrespeita a igualdade de acesso que deve existir para toda a população. De acordo com Amábile, caso a sanção ocorra, o governo federal irá reconhecer que oferece um ensino público de má qualidade, incapaz de preparar seus alunos para o vestibular. "As escolas particulares deveriam ser uma escolha da família, e no Brasil é a única opção para os alunos que desejam ser aprovados em vestibulares mais rigorosos, como o das universidades federais. A lei não só desrespeita a igualdade de acesso como facilita a entrada de apenas uma parcela dos estudantes brasileiros", argumentou Amábile.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Enem 2020: 51,5% dos inscritos no Enem não comparecem ao exame
Ministro da Educação, Milton Ribeiro, diz que domingo inicial do exame foi 'um sucesso'
COSTA RICA
Polícia Militar prende jovens em tentativa de furto à Agência dos Correios
IMUNIZAÇÃO
Mato Grosso do Sul recebe 97 mil doses de vacina contra Covid-19
EMPREGO
Mato Grosso do Sul começa semana com 2.394 vagas de emprego intermediadas pela Funtrab