Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

'Estamos de saco cheio com a greve', diz estudantes

'Estamos de saco cheio com a greve', diz estudantes

17 agosto 2012 - 00h00Por Fonte: Dourados Agora
á se passaram dois meses de paralisação e até agora nenhum indicativo de volta às aulas. Irritados, alunos da UFGD dizem que estão "de saco cheio com a greve dos técnicos administrativos e professores".

Na tarde desta quinta-feira acadêmicos de Artes Cênicas e de Ciências Biológicas fizeram encenação artística na Praça Antônio João. Através do teatro o grupo chamou a atenção das pessoas que passaram pelo centro da cidade.

Trajados de palhaço, com apito, batuque e cartaz "estamos de saco cheio com a greve", os estudantes percorreram a avenida Marcelino Pires, nas imediações da praça.

Como o direito de greve é legal, alguns alunos apoiam a paralisação, principalmente aqueles que cursam licenciatura e no futuro também lecionarão em sala de aula. "Nós vamos ser professores e sabemos o quanto os governos dificultam a negociação salarial", diz Alan Luiz Jara, do 3º ano de História.

O acadêmico do 1º ano de Biotecnologia, Helder Freitas dos Santos, diz que a greve já está prejudicando, e muito. "É complicado porque compromete todo o calendário de aulas", explica.

CRISE DA GREVE

A greve dos técnicos administrativos e professores da UFGD gera impactos que vão durar 2 anos para serem restabelecidos. Estimativa realizada por professores, projeta três cenários.

No mais otimista, que simula a greve encerrando este mês, o segundo semestre de 2012 começaria dia 12 de novembro e terminaria no começo de abril de 2013. Então, segundo a simulação, o 1º semestre de 2013 estaria começando, na melhor das hipóteses, no começo de maio do ano que vem. Janeiro de 2013 e janeiro de 2014 (não é mais possível recuperar a tempo dentro do calendário) serão na sala de aula, segundo a estimativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Em quatro dias, mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
SAÚDE
Vacinas da AstraZeneca chegam ao Brasil
SAÚDE
Covid-19: Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac
CIDADES
Prorrogado por mais 15 dias o toque de recolher no MS