Menu
Busca quinta, 03 de dezembro de 2020
Faculdade columbia
JUSTIÇA

Júri de sobrinho acusado de matar tio pelas costas será nesta sexta-feira

22 outubro 2020 - 15h30Por TJMS

Será realizado nesta sexta-feira (23), a partir das 8 horas, pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o julgamento do sobrinho que matou o tio em razão de desavenças comerciais. O acusado disparou contra a vítima enquanto esta se dirigia ao carro para ir embora.

Segundo consta na denúncia, sobrinho e tio geriam um negócio, porém estavam passando por desentendimentos comerciais. No dia 16 de julho de 2019, o homem de 47 anos teria, então, ido ao estabelecimento localizado na Rua Marquês de Lavradio e discutido com seu sobrinho. Quando já voltava para o carro, a fim de deixar o local, o sobrinho de 32 anos sacou uma arma que estava escondida em suas costas e efetuou cerca de nove disparos a curta distância, matando-o. O comerciante fugiu logo em seguida.

Com a ajuda das câmeras de vigilância do comércio, a polícia conseguiu identificá-lo como autor dos disparos. Por duas vezes, sua defesa informou que ele compareceria espontaneamente na delegacia, o que não ocorreu. Por este motivo, a autoridade policial requereu a decretação de prisão do suspeito. Ele foi capturado no dia 22 daquele mesmo mês.

Durante a instrução processual, o acusado alegou sofrer ameaças por parte do tio, tendo agido em legítima defesa sua e de sua família. No dia 23 de março, o juiz titular da 2ª Vara do Júri, Aluizio Pereira dos Santos, pronunciou-o no crime de homicídio qualificado pelo recurso que dificultou a defesa da vítima.

O agendamento da sessão de julgamento pelo júri, porém, teve que aguardar diretrizes que permitissem sua realização, tendo em vista a suspensão de diversas atividades do Judiciário em razão da pandemia de Covid-19. Por fim, em setembro deste ano, o julgamento foi marcado para o mês seguinte, mais especificamente, dia 23 de outubro.

O acesso ao plenário do júri durante julgamentos, contudo, ainda possui restrições, a fim de se evitar contágio pelo novo coronavírus. Assim, a defesa do acusado requereu ao juízo autorização para entrada de uma pessoa para fazer filmagem do julgamento e controle da transmissão, o que foi permitido pelo juiz. Segundo o pedido apresentado pelo advogado de defesa, o caso vem sendo estudado pelos acadêmicos do curso de Direito da UCDB e seria de grande valia aos estudantes que o pudessem acompanhar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COTAÇÃO
Dólar fecha em alta nesta quarta após forte queda na terça
SAÚDE
Anvisa define requisitos para pedido de uso emergencial de vacina da Covid-19
Um dos critérios é que a vacina precisa estar em estudos clínicos de fase 3 - última etapa de testes - no Brasil
MAIS UMA CONDENAÇÃO
Chefe do tráfico na fronteira, Galã é condenado a 8 anos de prisão por lavagem de dinheiro em MS
ECONOMIA
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro