Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
INTERNACIONAL

China prega abertura ao mundo e diz que nenhuma civilização é superior

16 maio 2019 - 08h40Por Da Redação com informações da Agência Brasil

A China será mais aberta ao mundo, disse o presidente Xi Jinping na quarta-feira (16), chamando de "estúpidos" aqueles que acreditam em uma superioridade cultural. Ele fez seu primeiro discurso público desde a intensificação das tensões comerciais com os Estados Unidos (EUA) na semana passada.

A China e os Estados Unidos estão envolvidos em crescente guerra comercial, que inclui a imposição de tarifas sobre as importações um do outro. Pouco antes de Xi Jinping falar, o governo anunciou um crescimento surpreendentemente mais fraco nas vendas no varejo e na produção industrial em abril.

A China anunciou na segunda-feira (13) que vai elevar as tarifas sobre US$ 60 bilhões em produtos norte-americanos a partir de 1º de junho, em retaliação à decisão dos EUA de elevar as tarifas sobre US$ 200 bilhões em importações chinesas.

O presidente chinês fez os comentários durante fórum em Pequim, organizado pelo Ministério da Propaganda, chamado Conferência sobre Diálogo de Civilizações Asiáticas. Ele não fez referência direta às tensões comerciais nem aos Estados Unidos, concentrando-se em apresentar a China como um país que não ameaça e que é aberto a todos.

A civilização chinesa é um "sistema aberto", que continuamente realiza trocas e aprende com outras culturas, incluindo o budismo, o marxismo e o islamismo, disse Xi no fórum.

"A China de hoje não é apenas a China. É a China da Ásia e a China do mundo. A China, no futuro, assumirá uma postura ainda mais aberta para abraçar o mundo", acrescentou.

Nenhum país pode ficar sozinho, afirmou, possivelmente em referência à agenda "América Primeiro" do presidente norte-americano, Donald Trump.

"As civilizações perderão a vitalidade se os países voltarem ao isolamento e se afastarem do resto do mundo. Os povos dos países asiáticos esperam se distanciar do fechamento e esperam que todos os países adotem o espírito de abertura e promovam a comunicação, a conectividade e o comércio harmonioso".

A China manifestou preocupação com os comentários divulgados na mídia norte-americana, no mês passado, de uma autoridade do Departamento de Estado, que disse que os Estados Unidos estavam envolvidos em "uma luta com uma civilização realmente diferente" quando se trata da China.

"É estúpido acreditar que a raça e a civilização de alguém são superiores às outras, e é desastroso reformular deliberadamente ou mesmo substituir outras civilizações", disse Xi.

O presidente chinês não ofereceu novas medidas concretas para abrir a China, além de propor um plano de promoção do turismo na Ásia. Mesmo assim, não deu detalhes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bolsonaro diz que não há constrangimento em visitar a Bahia
EDUCAÇÃO
Justiça manda Estado manter escolas de ensino médio
BRASIL
Número de pacientes com hepatite cresce 20% em 10 anos no Brasil
PRIVATIZAÇÃO
Projeto de concessão da MS-306 segue para consulta pública