Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021

OAB/MS promove debate com sociedade e autoridades sobre violência em MS

06 setembro 2012 - 00h00Por Fonte: OAB
“Não podemos esquecer”. Este é o mote de debate que a OAB/MS realiza na próxima quinta-feira (13), às 9h, com a presença de autoridades e representantes de vários segmentos da sociedade sul-mato-grossense.

Os debates sobre a violência tem como foco o recente aumento de roubos e mortes de jovens, além da proliferação de quadrilhas especializadas em roubos de veículos, em especial caminhonetes.

A Seccional pretende que o debate seja a pedra fundamental de uma campanha contra a violência em Mato Grosso do Sul, não deixando que as vítimas da violência sejam esquecidas pelas autoridades e sociedade em geral. O evento tem início às 9h, na sede da OAB/MS.

Os pais de Breno Luigi Silvestrini, de 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, de 19 anos, assassinados com tiros na cabeça, em Campo Grande, abrirão os debates, mostrando o sofrimento de quem é alvo da violência. Rubens Silvestrini, pai de Breno, e Paulo Fernandes, pai de Leonardo querem mostrar que a sociedade precisa de medidas urgentes das autoridades. Familiares de outras vítimas da violência também foram convidados a participar do evento.

Também foram convidados parlamentares, a Secretaria Justiça e Segurança Pública, do Departamento de Operações de Fronteira, da Polícia Civil, advogados criminalistas e entidades de direitos humanos. As portas da OAB/MS também estão abertas para os profissionais da imprensa.

Além de discutir a violência como um todo, o debate vai colocar em pauta a revolta da população, que já pede punições mais fortes, como prisão perpétua e até pena de morte.

Fazem parte das questões fundamentais do debate:

Há segurança nas estradas para impedir que as camionetes e outros veículos roubados aqui sejam levados para os países vizinhos, servindo para o tráfico de drogas?

-O cidadão está tomando as devidas precauções para evitar assaltos, sequestros?

-Ainda há influência dos presídios em assaltos?

-Os direitos humanos devem ser atendidos nos casos destes crimes? A indignação faz a população querer justiça com as próprias mãos?

-A nacionalização de carros roubados, na Bolívia, aumentou o roubo em MS?

O evento, batizado de "Não podemos esquecer" está aberto a todos. Fonte: http://www.oabms.org.br/noticias/ver/11478/oabms-promove-debate-com-sociedade-e-autoridades-sobre-violencia-em-ms.html

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade
BATAGUASSU
Polícia Militar apreende mercadorias descaminhadas
IMUNIZAÇÃO
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
BRASIL
Justiça lança projeto-piloto para redução da oferta de drogas ilícitas