Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
ECONOMIA

Pequenos negócios sustentam criação de empregos de setembro em MS

23 outubro 2019 - 15h30Por Da redação

Os pequenos negócios foram responsáveis por sustentar a geração de empregos formais em setembro no estado, conforme aponta análise do Sebrae do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Entre demissões e contratações, foram 917 novas vagas criadas no mês. Mas, enquanto as micro e pequenas empresas (MPE) geraram 1.086 oportunidades, as médias e grandes (MGE) fecharam 172 postos e a administração pública criou três vagas.

O resultado demonstra a importância da MPE para a economia do estado. “Geralmente o segundo semestre é mais ativo economicamente, e, mais uma vez, os pequenos negócios são a âncora da geração de empregos, se eles não existissem, só teríamos perda de vagas em setembro. Pela sua própria natureza, eles têm uma capacidade mobilizadora de voltar a crescer mais rapidamente do que as médias e grandes empresas”, analisa o diretor de operações do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro.

Por setor, destacaram-se na geração de empregos no estado, uma vez mais, as micro e pequenas empresas da área de Serviços, com a criação de 326 postos de trabalho. Do outro lado, as MGE fecharam 208 vagas no mesmo setor. Ainda na criação de vagas pelas MPE, Serviços é seguido por Agropecuária (239), Comércio (223), Construção (203) e Indústria de Transformação (88).

Ao longo do ano, de janeiro a setembro, as MPE criaram 12.880 vagas de trabalho com carteira assinada em Mato Grosso do Sul. Já as MGE foram responsáveis por criar quase a metade dos pequenos negócios, com mais 6.287 empregos formais.

Dados nacionais

Os pequenos negócios geraram 119 mil empregos formais celetistas, superando em 20% o saldo de agosto e em 23% o do mesmo mês de 2018. Já as médias e grandes empresas geraram 37,7 mil empregos e a administração pública contribuiu com 492 postos de trabalho. No total, foram gerados no país 157.213 vagas, com as MPE respondendo por 75,7% desse total.

De janeiro a setembro de 2019, os pequenos negócios já acumulam um saldo de 670 mil novos empregos, nove vezes maior que as MGE e 10% acima do igual período do ano passado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSEMBLEIA
Semana Estadual dos Direitos Humanos pode ser criada em MS
FERIADO
Coleta de lixo será suspensa no dia da Proclamação da República
ESPORTES
Fluminense tem seis decisões para escapar do rebaixamento
Tricolor ainda não sabe quem substituirá goleiro Muriel
CINEMA
Fernanda Montenegro descarta papel no filme 'Animais Fantásticos'