Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
CASO GLÓRIA

‘Fisioterapeuta’ presa após aplicações de anabolizantes em mulher, responderá processo em liberdade

01 abril 2019 - 10h15Por Luiz Guilherme

O Conesul News mostrou na última sexta-feira (29/3), o caso da jovem paraguaia, Glória Angélica Calonga, de 32 anos, que morreu na quinta-feira (28/3), depois de ter passado por aplicações de anabolizantes nos glúteos. Ela chegou a ser encaminhada para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero, mas não resistiu. 

Segundo a imprensa paraguaia, a suposta fisioterapeuta Danilda Victoria Ruiz Diaz foi presa, porém a justiça do país vizinho determinou que ela responda o processo em liberdade. 

Conforme a promotora Liz Nadine Portilho, foi encontrado no corpo da vítima, uma substância viscoso e oleoso e transparente que teria sido aplicada por Danilda. Além disso, havia o mesmo material na região dos glúteos, com dez marcas de perfurações. 

Liz informou ainda, de acordo com a imprensa local, que a pena por homicídio culposo tem uma expectativa de cinco anos e multa. A ‘fisioterapeuta’ não pode sair do Paraguai. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bolsonaro diz que Câmara votará porte de arma para produtor rural
POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
NOVA ANDRADINA
Ciclista morre após ter a cabeça esmagada por carreta
MATO GROSSO DO SUL
Governador nomeia Fábio Rombi Defensor Público-Geral do Estado