Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020

Senad erradica plantações de maconha na fronteira

Senad erradica plantações de maconha na fronteira

07 novembro 2011 - 08h05
Repórterms

A Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), do Paraguai, deu início, ontem, a 8ª edição da Operação Aliança, que visa erradicar plantações de maconha na divisa do Brasil com o Paraguai. No primeiro dia de trabalho foram destruídos 26 hectares da droga que se fossem colhidos renderiam cerca de 78 toneladas.



Conforme as informações repassadas pela Senad ao Repórter MS, os agentes concentram seus trabalhos na região de Ypehú, fronteira com Paranhos. A operação deve prosseguir nos próximos dez dias, atacando plantações de drogas nas localidades de Itanará e Britez Cué, no Departamento de Canindeyú.



Além das plantações os policiais destruíram 3,5 toneladas de maconha colhida e picada, 500 kg da droga prensada e 340 kg de sementes que seriam utilizados na próxima safra. Também foram destruídos dois acampamentos que eram utilizados para industrialização da droga.



Todo o trabalho policial foi acompanhado pelo promotor de justiça Miguel Angel Rojas, que estima que o entorpecente destruído poderia render cerca de US$ 2,7 milhões aos traficantes. O entorpecente seria destinado ao Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

R$ 60 MIL
Família será indenizada pela morte do filho em baile funk
JUSTIÇA
TST determina fim da greve dos Correios
NOTÍCIAS
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
POLÍTICA
Interesses ocultos usam meio ambiente para prejudicar país, diz Heleno