Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
JUSTIÇA

Suspeita de identidade falsa faz juiz manter prisão do sucessor de "Minotauro"

24 janeiro 2020 - 08h00Por Dourados News

O juiz Marcelo Guimaraes Marques, da 2ª Vara Criminal de Ponta Porã revogou a liberdade concedida a Edson Barbosa Salinas, considerado o sucessor do narcotraficante Sérgio de Arruda Quintiliano Netto, o “Minotauro”. Ele está preso desde o último domingo, dia 19 de janeiro, após se envolver em briga de trânsito na cidade de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

O próprio Marques é quem havia arbitrado fiança de R$ 80 mil para a soltura de Edson, valor este que foi pago na manhã de ontem (23). No entanto, o juiz voltou atrás na decisão ao ser informado pelo MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) que o narcotraficante pode ter apresentado uma identidade falsa às autoridades.

A suposta farsa veio à tona depois que a PF (Polícia Federal) apresentou ao Ministério Público, documentos que indicam que Edson Barbosa Salinas, seria na verdade Ederson Salinas Benitez. Segundo o site Campo Grande News, o juiz então revogou o alvará de soltura e pediu que a defesa do suspeito esclareça a informação e apresente uma copia da identidade paraguaia do indiciado.

O juiz, inclusive, liberou a restituição do valor pago de fiança e determinou uma nova perícia no celular do suspeito. A nova varredura deve ser feita sob a supervisão da Polícia Federal. Ainda não há a confirmação se Edson Barbosa já havia deixado a prisão, quando a sua soltura foi revogada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREMIAÇÃO
Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 170 milhões
INTERNACIONAL
Número de mortos pelo novo coronavírus na China chega a 1,6 mil
CORONEL PONCIANO
Homem é preso depois de tentar se livrar de sacola com 5kg de maconha
REGIÃO
Contratado via ‘WhatsApp’, paulista acaba preso com maconha em MS