Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Acidente envolvendo carro da prefeitura de Caarapó deixa sete feridos

13 setembro 2011 - 13h30Por Fonte: Matéria
Prefeitura ainda será multada por transportar crianças de 2 anos sem cadeirinha

Um acidente agora há pouco envolvendo um Fiat Doblo da prefeitura de Caarapó e um Renault Clio na BR-163, saída para São Paulo, a aproximadamente 30 quilômetros da Capital, deixou sete feridos, entre eles uma criança de 2 anos que segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal) estava sem a cadeirinha.

No doblo além do motorista Claudino Gerônimo Mota, estavam mais seis pessoas. Todos foram encaminhados para a Santa Casa. De acordo com a PRF, a prefeitura de Caarapó vai ser multada por transportar a criança sem a cadeirinha ou acento exigido por lei.


O condutor do Clio, Leonildo Fernandes, de 38 anos, contou ao Campo Grande News que seguia sentido Campo Grande, atrás de um outro carro branco, que tentou fazer uma ultrapassagem, mas como não daria tempo, voltou para a pista.

Na confusão da ultrapassagem do carro da frente, Leonildo tentou desviar para não bater no veículo, mas perdeu o controle e invadiu a outra pista, acertando o Doblo.

Segundo o motorista, com a rapidez do acidente não foi possível identificar se seria um Pálio ou um Gol, que vinha à frente do Clio. O veículo foi embora sem prestar ajuda.

O Corpo de Bombeiros esteve no local e transportou as vítimas para a Santa Casa, que a princípio tiveram apenas ferimentos leves. O motorista do Clio ainda mostrava a documentação do veículo para a PRF e em seguida também seria encaminhado para a Santa Casa, por sentir fortes dores no tórax.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário