Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020

Agressivos, bandidos rendem 10 funcionários de lotérica e fogem com R$ 60 mil

Agressivos, bandidos rendem 10 funcionários de lotérica e fogem com R$ 60 mil

22 dezembro 2015 - 15h15Por Correio do Estado
Três bandidos, um deles armados, renderam 10 funcionários de uma casa lotérica, que fica na Avenida Coronel Antonino, bairro de mesmo nome, em Campo Grande. O assalto aconteceu por volta das 7h desta terça-feira (22) e os marginais levaram pelos menos R$ 60 mil do cofre. O trio contava com apoio de um casal, que ficou do lado de fora do estabelecimento.

De acordo com a polícia, os bandidos chegaram no local, abordaram primeiramente a auxiliar de limpeza. Eles queriam que ela abrisse o cofre, mas com a negativa, ameaçaram cortar um de seus dedos usando um alicate.
Outros funcionários chegaram em seguida e todos foram rendidos.

Os marginais tentaram arrombar o cofre, mas não conseguiram. Quando o funcionário que sabia a senha chegou, teve dificuldade em abrir o compartimento, ocasião em que foi agredido, com chutes, tapas no rosto e socos no estômago. Quando conseguiram abrir o cofre subtraíram algo em torno de R$ 60 mil a R$ 70 mil.

Um dos funcionários relatou à polícia que ontem um adolescente ficou a manhã toda em frente a lotérica e o mesmo garoto se parece com um dos criminosos que assaltaram a lotérica.

Outra operadora de caixa, de 23 anos, contou que os bandidos conheciam todos os funcionários e os proprietários pelos nomes. "Eles sabiam os nomes da gerente, da proprietária e chamou todos nós pelos nomes. Ninguém conhecia eles e eles não se importaram em cobrir o rosto. Assim que eles pegaram o dinheiro, o bandido que estava armado disse que tinha seis munições e que se alguém levantasse, ele usaria três balas dentro da lotérica e o restante na frente", relatou a funcionária.

Antes de fugir, os criminosos obrigaram um dos reféns a jogar água no computador que registrava as imagens das câmeras de segurança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME AMBIENTAL
Mulher de 51 anos é autuada em R$ 5,5 mil por criar papagaio ilegalmente e manter a ave em situação de maus-tratos
NOTÍCIAS
Busca e apreensão veicular indevida geram danos morais
SEGURANÇA
Fiscalizações da Agepan seguem reforçadas para coibir transporte clandestino
NOTÍCIAS
2ª Câmara Cível nega recurso e mantém destituição familiar