Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
ATRAVESSOU A FRONTEIRA

Aposentado que estava desaparecido diz que foi sequestrado por engano

17 fevereiro 2016 - 09h15
Depois de ficar desaparecido por 14 dias, Sérgio Alfonso, 59 anos, disse à polícia ter sofrido sequestro por engano.

Conforme consta em boletim de ocorrência, a vítima teria saído de casa no dia 1º de fevereiro, por volta das 20h30min, para fazer doação de roupas de bebê. Sérgio diz que deixou sua carteira com documentos em casa.

Ainda conforme relato da vítima, ao se aproximar da esquina de casa, dois suspeitos se aproximaram, a golpearam na cabeça, e a colocaram no porta-malas de um veículo, onde permaneceu por cerca de 12h.
Ao abrirem o compartimento, os criminosos teriam dito: "pegamos o homem errado". Eles mandaram a vítima raspar o bigode e a abandonaram em território paraguaio.

O homem, então, atravessou a fronteira e procurou a delegacia de polícia de Ponta Porã. No caminho, ele passou a noite em algumas propriedades rurais, onde também se alimentava. Após 13 dias, conseguiu chegar à Ponta Porã (MS), dirigindo-se à Delegacia local onde pretendia tirar algum documento que possibilitasse o retorno para Campo Grande.


Fonte: Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Estado atinge a marca de 82.344 casos de Covid -19
INTERNACIONAL
Famoso por interpretar 007, Sean Connery morre aos 90 anos
CAMPO GRANDE
Três homens foram mortos com diversos tiros de pistolas
REGIÃO
Dois infratores são autuados em R$ 20 mil por degradação de área protegida de córrego para instalação de fábrica de postes de concreto