Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
POLÍCIA

Boletins de ocorrências feitos por Joana, assassinada no centro, serão investigados

07 janeiro 2019 - 15h00Por Luiz Guilherme

Serão investigados pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) e agentes da Polícia Técnica, diversos boletins de ocorrências que segundo a polícia, Joana Batista, de 41 anos, assassinada nesta segunda-feira (7/1), em Ponta Porã, teria realizado. 

A investigação terá como objetivo identificar possíveis causas que levaram ao assassinato dela.

De acordo com informações da polícia, Joana possivelmente estava se preparando para deixar Ponta Porã com o filho, de 15 anos, que também foi baleado, mas não corre risco de morte. 

No interior do carro foram encontradas várias malas com objetos pessoais da vítima. O ataque aconteceu na Avenida Brasil, uma das principais vias de Ponta Porã. 

Como mostrado mais cedo pelo Conesul News, os atiradores chegaram próximo do carro em uma motocicleta e realizou vários disparos em direção ao vidro traseiro do automóvel. 

A arma usada foi uma pistola 9mm.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Justiça manda Estado manter escolas de ensino médio
BRASIL
Número de pacientes com hepatite cresce 20% em 10 anos no Brasil
PRIVATIZAÇÃO
Projeto de concessão da MS-306 segue para consulta pública
SHOWBIZZ
Sertanejos morrem em acidente de carro em rodovia de São Paulo