Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
POLÍTICA

Delegado que pediu perseguição de índios de MS é nomeado presidente da Funai

Marcelo Xavier assume o lugar do general Franklimberg Ribeiro de Freitas

19 julho 2019 - 19h00Por Campo Grande News

O delegado da PF (Polícia Federal), Marcelo Augusto Xavier, que em 2017 pediu a perseguição de indígenas e ONGs de Mato Grosso do Sul, foi nomeado presidente da Funai (Fundação Nacional do Índio) no Governo de Jair Bolsonaro. [

A nomeação assinada pelo ministro de estado chefe da Casa Civil da presidência da república, OnyxLorenzoni, foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (19).

O delegado foi ouvidor do órgão e atuou ostensivamente na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Funai na Câmara dos Deputados em 2016.

Segundo reportagem do Estadão, Xavier chegou a pedir à PF que tomasse "providência persecutórias" contra indígenas e ONGs de Mato Grosso Sul. De acordo com a reportagem, o pedido foi feito a indígenas que atuassem para entrar em propriedades rurais envolvidas em litígios.

Xavier assume o lugar do general Franklimberg Ribeiro de Freitas, que deixou o posto em junho, após pressão dos ruralistas. O novo nome que estará a frente do órgão, vinculado ao Ministério da Justiça, agrada a bancada ruralista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Homem fura bloqueio e abandona carro com 100kg de maconha
ECONOMIA
MS bate recorde em abertura de empresas e tem melhor saldo de empregos em julho desde 2012
CRIME NO CAMPO
Homem é preso por abigeato e polícia recupera quase 50 bovinos furtados
POLÍCIA
Rapaz escapa do "tribunal do crime", mas acaba preso pela polícia após roubos