Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
DOF

DOF deu prejuízo de R$ 80 milhões ao narcotráfico

DOF deu prejuízo de R$ 80 milhões ao narcotráfico

24 junho 2016 - 07h15Por 94 FM
O DOF (Departamento de Operações de Fronteira) divulgou nesta quinta-feira (23) a estimativa de R$ 80 milhões de prejuízo ao narcotráfico ao longo de um ano. O valor corresponde às apreensões feitas pelas equipes responsáveis por combater os crimes na fronteira de Mato Grosso do Sul com Bolívia e Paraguai.

Segundo o Assessoria de Comunicação Social do DOF, nos 12 meses recentes foram apreendidas "64 toneladas de maconha (média de 175 quilos por dia); 540 quilos de cocaína (média de 1,5 quilo por dia); 379 pessoas presas em flagrante por tráfico de drogas (mais de uma por dia) e 124 veículos produto de roubo/ furto recuperados".

De acordo com o DOF, esse índice de apreensões é fruto de 9 mil bloqueios policiais realizados em toda a fronteira do Estado, ocasiões em que foram abordados 193 mil veículos e checadas mais de 200 mil pessoas. Nessas oportunidades, 116 pessoas foram presas por possuir em aberto mandados de prisão.

"Neste mesmo período o DOF realizou diversas operações voltadas ao combate do ‘tráfico formiguinha’, ao contrabando e descaminho, além de apoiar diversas operações de segurança na área fronteira, como conflitos indígenas nas regiões de Amambai, Antônio João e Caarapó, Operação Ágata 10 e 11 do Exército Brasileiro e representação nas exposições agropecuárias e festas populares em toda a fronteira", informa o Departamento, que celebrou 29 anos de existência no dia 28 de maio.

"A gestão do Departamento, somado o empenho do governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, na pessoa do secretário José Carlos Barbosa e a qualificação dos profissionais que fazem parte da tropa de operacionais da fronteira, torna possível os resultados alcançados, que são muito importantes no combate ao crime nas fronteiras do nosso Estado e ainda mais importante para as regiões que recebem cargas de drogas que saem do Paraguai e da Bolívia", afirmou o coronel Ary Carlos Barbosa, atual diretor do DOF.

Outras ações destacadas pelo DOF são a prevenção, que através do projeto Diga Não ao Crime já prestou desde o início deste ano atendimento através de palestras a mais de 1.300 jovens e adolescentes de 13 a 17 anos, de escolas públicas, particulares e igrejas na região de fronteira, explicitando as consequências criminais do uso e do tráfico de drogas.

"Outra prestação de serviço à comunidade fronteiriça é disque denúncia do DOF – 0800-647-6300, que garante o sigilo da fonte através de denúncia anônima. Os técnicos de comunicação do Departamento, recebem 24hs por dia denúncias de crimes e infrações de toda a região de fronteira e também de outras regiões do Brasil, sendo que as situações que não forem da jurisdição do DOF, são repassadas as autoridades competentes", informa a Assessoria de Comunicação Social do Departamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM
Polícia Militar Ambiental de Jardim fiscaliza o rio da Prata e Formoso onde a pesca é proibida e apreende petrechos ilegais
SAÚDE
ANS: 59% das queixas sobre covid-19 são para exames e tratamentos
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Aquidauana flagra e autua infrator por incêndio em resíduos domésticos em terreno baldio
NAVIRAÍ
Boca de fumo é descoberta e um adolescente e dois homens são detidos pela Polícia Civil