Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Dois morrem em troca de tiros com Batalhão de Choque em Campo Grande

Dois morrem em troca de tiros com Batalhão de Choque em Campo Grande

28 dezembro 2015 - 15h30Por Correio do Estado
Dois assaltantes morreram em troca de tiros com Batalhão de Choque, na madrugada desta segunda-feira (28), na BR-060, saída para Sidrolândia, em Campo Grande. Apenas um deles portava documentos pessoais e foi identificado como Douglas Rocha Cavalcante, 21 anos.

Conforme o comandante da unidade policial, tenente-coronel Marcos Paulo, os assaltantes estavam em uma picape Strada que havia sido roubada na tarde de ontem (27), no Bairro Taveirópolis. “Suspeitamos que estivessem seguindo para o Paraguai”, disse a autoridade policial.

Ainda segundo o tenente-coronel, os criminosos seguiam pela rodovia quando se depararam com viatura policial e, diante da ordem de parada, desobedeceram e fugiram, dando início a perseguição.

Em determinado momento, Douglas desceu com o comparsa e correram para área de vegetação, à margem da rodovia, onde houve o confronto com troca de tiros e os dois foram baleados.

Ambos chegaram a ser levados para o Hospital Regional, mas não resistiram. A parte do corpo e número de tiros que foram atingidos não foram divulgados. Nenhum policial se feriu.

Com a dupla foram apreendidos dois revólveres de calibre 38. Douglas tinha diversos antecedentes criminais por roubo, ameaça, furto e receptação. "A dona da picape que era ocupada pelos bandidos os reconheceu como autores do roubo", destacou o comandante do Batalhão de Choque. A vítima dos assaltantes foi uma idosa, de 69 anos. Ela foi surpreendida e agredida quando chegava na casa onde mora e teve a Strada levada.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina e Odontologia (Imol).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 267
Polícia Militar intercepta e apreende duas caminhonetes que seriam utilizadas pelo crime organizado na região de fronteira
ECONOMIA
Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro
PONTA PORÃ
Polícia Civil prende mulher que forjou o sequestro do próprio neto
JUSTIÇA
Réus condenados no Tribunal do Júri têm recurso negado