Menu
Busca segunda, 15 de julho de 2019
PARAGUAI

Em rebelião, agentes penitenciários são torturados por membros do PCC

12 março 2019 - 10h15Por Da Redação

Quatro agentes penitenciários ficaram feridos ao serem torturados, na tarde de ontem (11/3), durante rebelião de integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) no presídio de Concepción, cidade paraguaia que fica a 200 km da fronteira com Mato Grosso do Sul.

Os funcionários foram mantidos reféns na ala de condenados da unidade prisional, e o motim só foi controlado após intervenção de policiais do grupamento anti-distúrbios da Policía Nacional do Paraguai.

O agente Luís Aveiro teve vários cortes no rosto e pelo corpo e foi o primeiro a ser resgatado. Os detentos usaram facas artesanais para ferí-lo. Os outros três reféns, David Cardozo, Manuel Farias e Carlos Ojeda também passaram por seção de tortura. Todos os agentes foram encaminhados para o Hospital Regional de Concepción, mas nenhum deles corre risco de morte.

Os supostos integrantes do PCC também tiveram apoio de internos paraguaios durante a rebelião, conforme o a imprensa paraguaia. O nome dos internos que lideraram o motim ou o número de internos envolvidos não foi divulgado pelas autoridades do Paraguai.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
"Brasil precisa de quimioterapia para que não pereça", diz Bolsonaro
POLÍCIA
Homem que estava desaparecido desde sábado é encontrado morto
PROGRAMA
Campanha da PGE ‘Quem Somos?’ pretende identificar e potencializar talentos
POLÍCIA
Cachorros salvam funcionário de fazenda do ataque de onça-pintada