Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
PARAGUAI

Em rebelião, agentes penitenciários são torturados por membros do PCC

12 março 2019 - 10h15Por Da Redação

Quatro agentes penitenciários ficaram feridos ao serem torturados, na tarde de ontem (11/3), durante rebelião de integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) no presídio de Concepción, cidade paraguaia que fica a 200 km da fronteira com Mato Grosso do Sul.

Os funcionários foram mantidos reféns na ala de condenados da unidade prisional, e o motim só foi controlado após intervenção de policiais do grupamento anti-distúrbios da Policía Nacional do Paraguai.

O agente Luís Aveiro teve vários cortes no rosto e pelo corpo e foi o primeiro a ser resgatado. Os detentos usaram facas artesanais para ferí-lo. Os outros três reféns, David Cardozo, Manuel Farias e Carlos Ojeda também passaram por seção de tortura. Todos os agentes foram encaminhados para o Hospital Regional de Concepción, mas nenhum deles corre risco de morte.

Os supostos integrantes do PCC também tiveram apoio de internos paraguaios durante a rebelião, conforme o a imprensa paraguaia. O nome dos internos que lideraram o motim ou o número de internos envolvidos não foi divulgado pelas autoridades do Paraguai.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Morador em Rondônia é preso na BR-463 com mais de 600kg de maconha
EDUCAÇÃO
Em MS 95 mil estudantes se inscreveram para o Enem
PRESSÃO
Bolsonaro diz que sem reforma, faltará dinheiro para salários em 2024
RESSOCIALIZAÇÃO
Blocos de cimento fabricados em presídio vão garantir calçamento a bairros de Aquidauana