Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
POLÍCIAL

Embriagado, policial militar bate em veículo com duas crianças e ameaça testemunhas de acidente em MS

10 novembro 2019 - 18h00Por G1MS

Quatro pessoas ficaram feridas, entre elas duas crianças, em um acidente na BR-163 na noite deste sábado (9), na região sul de Campo Grande. Segundo testemunhas, o motorista de um dos veículos envolvidos no acidente, um policial militar ambiental, estaria alcoolizado e teria as ameaçado para não comentar sobre o caso.

A colisão entre os dois veículos ocorreu no anel rodoviário de Campo Grande. De acordo com testemunhas, um dos carros, em que estavam um casal e duas crianças, ia no sentido Três Lagoas, saída para São Paulo. O motorista fazia uma manobra para entrar em uma chácara, quando foi atingido por outro veículo, que vinha no sentido contrário.

Em um dos carros, estava o motorista, de 29 anos, uma mulher, de 31 e duas meninas, uma de nove e outra de um ano. No outro, o condutor era um policial militar ambiental, de 44 anos, que, segundo com a polícia, estaria alcoolizado. Com o impacto da batida, as crianças teriam sido lançadas para fora do veículo.

Conforme o boletim de ocorrência, registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Piratininga, o PM ambiental ainda teria ameaçado testemunhas com uma arma de fogo e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ele sofreu ferimentos leves e não quis ser levado para uma unidade de emergência. A arma dele foi apreendida.

As quatro vítimas que estavam no outro veículo foram socorridas pelos bombeiros e levadas para a Santa Casa de Campo Grande. Até a última atualização desta reportagem, o hospital não havia informado o estado de saúde delas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAN BADO
Testemunhas escutam tiros e encontram homem executado na fronteira
PARAGUAI
Suspeitos do sequestro de fazendeiro brasileiro são presos na fronteira
FRONTEIRA
Chefe de facção criminosa é preso no Paraguai
COPIA E COLA
Anulada sentença da juíza Gabriela Hardt que condenou o ex-presidente Lula