Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
YARIS-DS DOURAMOTORS - JANEIRO 2021
MAUS TRATOS

Estudante de 26 anos é autuada por maus tratos ao deixar cachorro sem água, sem alimentação e doente

04 dezembro 2020 - 17h30Por PM-MS

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande receberam denúncia hoje (4), de que uma pessoa que reside em uma Kitnet, nos fundos de uma residência no bairro São Corado estava deixando um cachorro sem raça definida em situação de maus tratos.

A PMA foi ao local e constatou que o animal se encontrava sem alimentação e água, apresentando visíveis sinais de desnutrição, sarna e doente, inclusive, com paralisação parcial das patas traseiras e sinais que indicavam leishmaniose. No ambiente havia muito resíduo doméstico, fezes e o animal ficava exposto às intempéries, por não haver lugar disponível para ele se abrigar.

Os Policiais viabilizaram água e alimento para o cachorro, tendo em vista que a proprietária do animal não estava no local. Uma equipe veterinária do Centro de Controle de Zoonoses foi acionada para fazer o recolhimento do cão. A equipe fez contato via telefone com a infratora, que se recusou a ir ao local.

A mulher (26) foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 1.000,00 por maus tratos. Ela também responderá por crime ambiental. A pena prevista até o dia 29 de setembro era de apenas três meses a um ano de detenção. A partir do dia 30 de setembro foi aumentada para dois a cinco anos de reclusão, por nova lei promulgada aumentado a penalidade para maus tratos a cães e gatos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Manipulação de resultados é um dos maiores inimigos do esporte
SAÚDE
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
ECONOMIA
Custo da construção sobe 0,93% em janeiro, anuncia a FGV
IMUNIZAÇÃO
Terceiro lote de vacina contra a Covid-19 chega a MS