Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2019
(67) 9.9973-5413
OPERAÇÃO PURIFICAÇÃO

Fechada por quatro anos, empresa teria sido reaberta para ganhar licitação

12 fevereiro 2019 - 13h45Por Da Redação

A empresa Marmiquente Comércio de Bebidas e Alimentos Ltda. ficou inativa entre os anos de 2013 e 2017, quando foi acionada para assumir o contrato com a Fundação de Saúde de Dourados (Funsaud). 

De acordo com o Dourados News, o objeto do contrato era o fornecimento de marmitas para pacientes e funcionários da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e Hospital da Vida. 

Segundo o delegado Denis Colaris, responsável pela Operação Purificação, deflagrada nesta manhã (12/2), na segunda maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, o contrato efetivava um repasse de R$ 1,8 milhão por ano.

A empresa prestou os serviços em 2017 e 2018. A Polícia Federal acredita que tenha ocorrido um direcionamento para a conquista do certame. 

O detalhe que chamou atenção dos investigadores foi o fato da empresa ter sido reativada apenas para a disputa pelo contrato, no qual foi a única inscrita. 

“Qualquer cidadão mediano não vai achar normal que uma empresa que não tem funcionários e nem equipamentos ganhe uma licitação de R$ 1,8 milhão e ainda alugar o imóvel após ganhar a licitação”, afirmou o delegado.

As investigações estão em fase inicial, conforme afirmou Colaris, e a expectativa é de que novos fatos surjam para esclarecimentos das evidências encontradas. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CINEMA
Academia anuncia mudanças em categorias do Oscar
JUSTIÇA
ISS para sociedades de advogados deve ser por valor fixo, decide STF
SAÚDE
Medicamento para tratar AME deve estar disponível no SUS em 180 dias
CAMPO GRANDE
Bandidos destroem parede, invadem restaurante e levam dinheiro do caixa