Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
PARAGUAI

Fuzilado na fronteira seria informante da polícia

09 outubro 2019 - 08h45Por Dourados News

Morto na terça-feira em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, Virgilio Vera, 45, o “Preto”, seria informante da polícia. Conforme o Campo Grande News, ele foi atingido por pelo menos 14 disparos de fuzil calibre 7.62 e pistola 9 milímetros. 

O filho de Virgilio, um adolescente, viu o pai ser executado pelos pistoleiros. Em desespero, se jogou sobre o corpo de Virgilio, que teve morte instantânea. Jornaleiro de profissão, Virgilio colaborava com a polícia e era irmão de um policial, segundo a promotora Liz Nadine Portillo, que acompanha o caso.

Ainda de acordo com o site, com base nas informações apuradas por policiais no local do crime, Virgilio estava sentado na frente de casa ao lado do filho quando parou uma SUV Toyota Fortuner branca, ocupada por três homens.

Dois bandidos desceram armados e começaram a atirar. Os tiros de fuzil destroçaram a cabeça de Virgilio. As outras pessoas que estavam no local não sofreram ferimentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSEMBLEIA
Semana Estadual dos Direitos Humanos pode ser criada em MS
FERIADO
Coleta de lixo será suspensa no dia da Proclamação da República
ESPORTES
Fluminense tem seis decisões para escapar do rebaixamento
Tricolor ainda não sabe quem substituirá goleiro Muriel
CINEMA
Fernanda Montenegro descarta papel no filme 'Animais Fantásticos'