Menu
Busca quinta, 03 de dezembro de 2020
Faculdade columbia
CRIME AMBIENTAL

Gerente de fazenda é autuado em R$ 5 mil por construção de ponte em estrada degradando áreas protegidas de córrego

21 outubro 2020 - 16h00Por PM-MS

Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Dourados recebeu denúncia de que o proprietário de uma fazenda, localizada próxima ao Distrito da PANA, no município de Nova Alvorada do Sul, a 66 km da cidade, teria construído uma ponte ilegalmente em que teria havido degradação de um córrego e suas áreas protegidas.

Uma equipe realizou fiscalização ontem (20) à tarde no local e confirmou a denúncia.  Foi verificada a construção há algum tempo de uma ponte de madeira sobre o córrego Rio Branco, com a alocação de terra para o aterro da obra, medindo 8 metros de largura por 160 metros de comprimento na área de preservação permanente do referido Córrego, degradado as matas ciliares (área de preservação permanente – APP).

Toda a área protegida afetada para a construção da ponte que ligava uma estrada da fazenda foi medida com GPS e perfez 1.280 metros quadrados. O administrador da fazenda assumiu a responsabilidade pela obra e informou que não havia licença ambiental. As atividades foram interditadas.

O gerente (29), residente em Nova Alvorada do Sul, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental, cuja pena é de um a três anos de detenção. O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA).

Deixe seu Comentário

Leia Também

COTAÇÃO
Dólar fecha em alta nesta quarta após forte queda na terça
SAÚDE
Anvisa define requisitos para pedido de uso emergencial de vacina da Covid-19
Um dos critérios é que a vacina precisa estar em estudos clínicos de fase 3 - última etapa de testes - no Brasil
MAIS UMA CONDENAÇÃO
Chefe do tráfico na fronteira, Galã é condenado a 8 anos de prisão por lavagem de dinheiro em MS
ECONOMIA
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro