Menu
Busca sábado, 18 de agosto de 2018
(67) 9.9973-5413
BANNER 1
CAPITAL

Gerente de segurança da Assembleia é executado a tiros de fuzil

Ataque aconteceu no início da manhã de hoje (11), enquanto Ilson trafegava pela Avenida Guaicurus

11 junho 2018 - 14h45Por Da redação

Foi morto a tiros de fuzil no início da manhã desta segunda-feira (11), em Campo Grande, na Avenida Guaicurus, no Jardim Moema, o gerente de segurança da Assembleia do Estado de Mato Grosso do Sul, Ilson Martins de Figueiredo, de 62anos.

De acordo com o Campo Grande News, a filha de Ilson, que é policial militar, foi ao local e acabou ficando em estado de choque ao ver o corpo do pai. 

A vítima estava a bordo de um Kia Sportage de cor branca. Próximo dali, em uma estrada vicinal que fica na região da BR-163 na saída para São Paulo, uma picape Fiat Toro foi incendiada, e a polícia suspeita que tenha sido o carro utilizado pelos assassinos na hora da execução.

De acordo com informações, após o atentado, o carro em que Ilson estava ficou atravessado na pista. No local, peritos encontraram carregador de fuzil 556 e um extensor de coronha (equipamento para diminuir o impacto do fuzil), além de calibres de uma arma ainda não identificada.

Ilson ocupava o cargo de diretor de segurança e polícia da Assembleia Legislativa há quatro anos. O presidente da Casa Júnior Mochi (MDB) lamentando a morte do servidor à reportagem do Campo Grande News.

Conforme Mochi, Ilson exerceu muito bem o trabalho e de forma correta no período em que esteve como gerente de segurança.

“Não tenho informação sobre a vida dele fora da assembleia”, diz.

O caso segue sendo investigado pela polícia. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIA D
Paraguai aproveita e abre postos para vacinação contra sarampo na fronteira
Doze unidades de saúde de Pedro Juan Caballero estão abertas neste sábado (18)
CORUMBÁ
Casal que levaria cocaína para BA como pagamento a traficante, é preso em aeroporto
CAMPO GRANDE
Motorista fica ferido após derrubar placa e árvores em canteiro
INFRAESTRUTURA
Capacidade do porto de Murtinho será quintuplicada