Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020

Iagro colabora com Curso de Especialização em Policiamento de Fronteiras

Iagro colabora com Curso de Especialização em Policiamento de Fronteiras

02 dezembro 2015 - 09h15Por Assessoria
O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, da Escola de Governo e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), deu início essa semana no Departamento de Operações de Fronteira (DOF) em Dourados, a 6ª edição do Curso de Especialização em Policiamento de Fronteiras (Cepfron), que pretende formar 35 policiais para atuação em ações especiais na faixa de fronteira do Brasil, no combate a crimes como tráfico de drogas e armas, contrabando e descaminho.

Com 365 horas/aulas no total, o Cepfron, coordenado pelo capitão João Paulo Chink, tem entre as disciplinas ministradas o policiamento itinerante e de fronteira, armamento e tiro, patrulha rural, flutuação, técnicas de abordagens policiais e língua espanhola.

Para o comandante do DOF, Coronel Ary Carlos Barbosa, o grande diferencial do curso é a disseminação da doutrina sedimentada do policiamento itinerante, através da troca de conhecimento entre os policiais. “Além dos policiais aqui do Estado, temos no curso homens do Exército, Bombeiros e da Polícia Militar de Goiás e Mato Grosso, o que permite a troca de conhecimentos e experiências”, explica.

Segundo o Coronel, além das disciplinas teóricas e práticas, o curso trabalha também valores importantes para a atividade policial, como a união, parceria, espírito de corpo e cultura de valorização do ser humano.

Para colaborar com o conteúdo, o fiscal estadual agropecuário Frederico Bittencourt participou palestrando sobre o trabalho de Fiscalização da IAGRO com foco na região de fronteira. Frederico destacou o trabalho realizado pela Agência, detalhou as ações de vigilância de fronteira, falou sobre identificação eletrônica, campanhas contra febre aftosa, embarque acompanhado, sobre as barreiras volantes e os postos fixos, o trabalho no combate aos produtos clandestinos, a documentação de transito e comercialização, licenças e autorizações para as revendas, os tipos de descaminhos e ainda sobre os agrotóxicos.

Entre os participantes estão policiais lotados no Departamento de Operações de Fronteira, na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, da Polícia Militar de Goiás e do Mato Grosso e homens do Corpo de Bombeiros e do Exército Brasileiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
STF mantém obrigação de locadoras terem cota de veículos adaptados
Norma era questionada pela Confederação Nacional dos Transportes
NOTÍCIAS
Criança sob guarda deve receber mesmo tratamento que filho em plano de saúde
MEIO AMBIENTE
Números de multas e de focos de queimadas no MS já superam 2019
POLÍTICA
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro