Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
INVESTIGATIVO

Investigado confirma esquema criminoso na educação

13 maio 2019 - 10h30Por Da Redação com informações do MS Notícias

Um investigado na Operação Nota Zero, desencadeada pela Polícia Federal (PF), e Controladoria Geral da União (CGU), em Mato Grosso do Sul, confirmou a existência de esquema criminoso para desviar dinheiro da educação. Os alvos são as empreiteiras ou prestadoras de serviço Queiroz PS Engenharia, AJ Construções e SDI Informática. Também há sete pessoas físicas alvos de mandados, parte dessas, ligadas as empresas suspeitas, além da Secretaria de Eduação (SED/MS). 

 Na primeira fase da operação, que contou com 55 policiais e oito funcionários da Controladoria-Geral da União (CGU), o alvo foi o pagamento de R$ 9,6 milhões em oito contratos de reforma de escolas voltados para o ensino médio integral.

De acordo com a PF, a investigação apura fraudes em contratos firmados pela Secretaria Estadual de Educação e empresas de construção civil e visa provar os indícios dos crimes de corrupção passiva e ativa, peculato e organização criminosa.

O juiz Dalton Kita Conrado, da 5ª Vara Federal de Campo Grande, negou 10 pedidos de prisão preventiva e reduziu o número de mandados de busca e apreensão de 37 para 11. No entanto, o magistrado determinou a quebra do sigilo telefônico, bancário e fiscal dos acusados de integrar a quadrilha.

Durante a coletiva, a PF informou que conseguiu gravar um dos funcionários da secretaria recebendo propina de R$ 6 mil de um dos empresários envolvidos no esquema. Gravações telefônicas também reforçam a acusação.

O site o Jacaré revelou, que o depoimento de um dos envolvidos surpreendeu a PF. Ele confirmou o desvio de recursos e o acerto para garantir a “fila” entre os participantes do esquema criminoso. O nome do delator não foi revelado para proteger o andamento das investigações, no entanto, os suspeitos mostraram movimentações o que deve suceder novas prisões. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bolsonaro diz que Câmara votará porte de arma para produtor rural
POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
NOVA ANDRADINA
Ciclista morre após ter a cabeça esmagada por carreta
MATO GROSSO DO SUL
Governador nomeia Fábio Rombi Defensor Público-Geral do Estado