Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020

Mulher é presa em MS por suspeita de exploração sexual de adolescente

20 maio 2016 - 09h15Por G1
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu uma mulher de 32 anos por suspeita de submeter uma adolescente de 17 anos a exploração sexual em Três Lagoas, a 313 quilômetros de Campo Grande. Segundo o órgão, a suspeita se apresentou como responsável pelo funcionamento de uma boate na cidade.

Conforme a polícia, a adolescente disse ser natural de Rondônia. A suspeita foi presa em flagrante pelo crime de "submeter menor de 18 anos a exploração sexual", previsto no artigo 218-B do Código Penal.
Ação é resultado de um trabalho de mapeamento prévio realizado nas rodovias federais em todo o Brasil. A boate onde a jovem foi encontrada está localizada na BR-262, no km 11. A pena prevista para o crime pode chegar a 10 anos. A ocorrência foi encaminhada para Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Dezoito de maio foi a data escolhida para a prisão da suspeita em alusão ao dia em que uma menina de 8 anos foi encontrada morta, após sofrer vários tipos de violência, inclusive sexual, em 1973, no Espírito Santo. Os responsáveis não foram punidos, segundo a PRF. Além disso, foi considerado o fato de a data ser o Dia Nacional do Enfrentamento a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Outras prisões

Também nesta quarta-feira, a PRF participou da ação que retirou três crianças em situação de risco de uma casa na Vila Moreninha III, em Campo Grande. Conforme o órgão, o local funcionava como ponto de distribuição de drogas. A mãe foi presa suspeita de vender os entorpecentes. Outras duas pessoas também foram presas.

Os policiais chegaram até a residência depois da abordagem de um carro de passeio no BR-060, que saiu de Sidrolândia com destino a Campo Grande. Perto da capital sul-mato-grossense, os fiscais abordaram o veículo e encontraram 40,3 Kg de maconha escondidos em fundo falso do automóvel.

Questionado pela polícia, o condutor confessou aos policiais que entregaria a droga em uma residência em Campo Grande. A PRF solicitou reforço policial e deslocou uma equipe para a casa, onde encontraram as três crianças, sendo elas de 1, 4 e outra 6 anos. A mãe de 24 anos disse à polícia que morava com os filhos no imóvel.

Ela e outra mulher de 27 anos, ambas desempregadas, receberam voz de prisão e foram encaminhadas para a delegacia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Dono de veículo com irregularidade no gravame será indenizado por danos morais
ECONOMIA
BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro
SAÚDE
Taxa de contágio se mantém estável, mas sobe número de internações por coronavírus
ORDEM DO DIA
Deputados aprovam projeto sobre contrato de transporte escolar