Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
FEMINICÍDIO

Mulher morta a facadas na frente da filha lutou com ex-namorado e chegou a tomar revólver da mão dele em MS

De acordo com delegada, suspeito chegou atirar contra vítima, mas errou todos os disparos. Filha da vítima conseguiu jogar arma para fora de casa, em Paranaíba.

15 maio 2020 - 16h00Por G1MS

Valéria Ribeiro de Oliveira, de 30 anos, lutou contra o ex-namorado e antes de ser morta a facadas na frente da filha, conseguiu tomar o revólver da mão dele na noite desta quinta-feira (14), em Paranaíba, região leste de Mato Grosso do Sul. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Eva Maira, Sérgio da Silva Verginío, de 31 anos, chegou atirar três vezes contra Valéria, mas nenhum dos disparos a atingiram.

Segundo a delegada, após Sérgio ficar sem o revólver que foi jogado para o lado de fora da residência pela filha vítima, ele foi até a cozinha, pegou uma faca e a golpeou. A casa onde aconteceu o crime estava trancada com um cadeado.

Vizinhos acionaram a polícia e aproveitaram para gravar vídeos. Pelas imagens é possível ver a adolescente desesperada próxima do corpo da mãe que está caída próxima ao portão.

Quando os policiais chegaram, se depararam com o portão trancado e Sérgio e Valéria ao chão. Os militares precisaram negociar com o homem para que o portão fosse aberto e o socorro fosse feito.

Os policiais socorreram a vítima, a passaram para o Corpo de Bombeiros, que a levou para a Santa Casa da cidade. No entanto, ela não resistiu ao ferimento no pulmão e morreu logo após ter dado entrada na unidade.

Conforme a delegada, os dois namoraram por cerca de 7 meses e há dois meses estavam separados. O suspeito que não aceitava o fim do relacionamento, tem passagens por violência doméstica em 2011 e 2013, porém, contra outra vítima. Quanto a Valéria, em certo dia o homem pulou o muro da casa dela , ficou por cerca de 4 horas fazendo ameças, situação que não chegou ao conhecimento da polícia.

O caso

Conforme a polícia, no dia do crime, a vítima chegava em casa após um dia de trabalho, momento que Sérgio aproveitou para entrar na residência. Trancados, ele chega atirar contra Valéria. Ao errar os disparos ele foi até a cozinha, passou na frente do filho da vítima, de 4 anos e, pegou uma faca.

Após esfaquear a ex-namorada, Sérgio se feriu com a faca, dizia aos policiais que atirassem nele e foi socorrido para o hospital. Quando o socorro era feito, familiares da vítima tentaram jogaram pedras e tijolos em direção a Sérgio e os militares tiveram que atirar para cima para evitar o lichamento.

Sérgio foi socorrido para o hospital sob custódia policial e autuado em flagrante por feminicídio qualificado quando é praticado na frente de ascendente ou descendente da vítima.

Esse é o 14º feminicídio em Mato Grosso do Sul neste ano. A última foi uma moradora em Anastácio, que foi queimada pelo ex. Já em Costa Rica, uma mulher sobreviveu a tiros disparados pelo ex, mas a mãe dela acabou morrendo. A delegada Fernanda Félix comentou sobre os crimes no estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Hospital de Tóquio transmite cirurgias em realidade virtual
ECONOMIA
Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos
SAÚDE
Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe
CIDADES
No último sorteio de maio, Mega-Sena pode pagar até R$ 38 milhões