Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020

Operação da PF prende policiais que extorquiam dinheiro de traficantes

26 novembro 2011 - 09h00
26/11/2011 08h

Operação da PF prende policiais que extorquiam dinheiro de traficantes

Agência Brasil

Cerca de 330 policiais federais e 90 policiais civis e militares do Rio de Janeiro cumpriram hoje (25) 46 mandados de prisão e 51 de busca e apreensão. A Operação Martelo de Ferro, da Polícia Federal com apoio do Ministério Público, foi deflagrada para combater o tráfico de drogas em São Gonçalo, município da região metropolitana do Rio. Nesta manhã, foram presos dois policiais militares, dois traficantes e uma advogada acusada de envolvimento com traficantes.

Dos suspeitos, 31 já estavam presos (18 policiais militares e 13 traficantes), um morreu e nove estão foragidos. Todos os policiais acusados são do 7º Batalhão de São Gonçalo.

O coordenador da operação, Victor Hugo Poubel, explicou que as investigações começaram em 2009 a partir de escutas telefônicas de traficantes do complexo de favelas do Salgueiro, em São Gonçalo, que é, segundo a polícia, um dos principais entrepostos de drogas do estado.

De acordo com promotor de Justiça Daniel Braz, os policiais corruptos adotavam uma tabela informal de valores para negociar com traficantes, que variava entre R$ 500 e R$ 1 mil, mas que podia chegar a R$20 mil. “Policiais diferentes em ocasiões diferentes cobravam valores semelhantes para o mesmo tipo de ação ilícita. Para deixar de reprimir o comércio em uma determinada boca de fumo, por exemplo, exigiam um determinado valor. Quando prendiam um traficante comum, cobravam entre R$ 500 e R$ 1 mil . Quando era um graúdo, a extorsão podia chegar a R$ 20 mil."

O nome da operação foi uma homenagem a juíza Patrícia Acioli, que trabalhava em São Gonçalo e foi assassinada em agosto por bandidos de quadrilha chefiada por um comandante da PM. A magistrada era conhecida por condenar policiais militares envolvidos com milícias e com o crime organizado. Policiais de São Gonçalo a chamavam de “martelo de ferro". Entre os mandados de prisão preventiva, dois foram expedidos contra os cabos Carlos Adílio Maciel Santos e Giovanis Falcão Júnior, que já estão presos e respondem por participação no assassinato de Patrícia Acioli.

Durante a investigação, a PF identificou forte migração de traficantes do Complexo do Alemão, zona norte do Rio, para o Salgueiro, depois da ocupação das favelas cariocas pelo Exército, em dezembro de 2010.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA de Jardim e Bonito fiscalizam o rio Miranda e da Prata e apreendem petrechos ilegais à pesca
BOLETIM COVID
Capital registra 1.178 novos casos nas últimas 24 horas
CULTURA
Blues e Rock embalam as lives do Som da Concha deste fim de semana
BOLSA FAMÍLIA
Beneficiários do programa receberão em poupança digital