Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
Mais ALEMS
CAPITAL

Pastor preso após torturar esposa por 7 horas é libertado, mas com tornozeleira

Conforme apurado pela reportagem, o pastor foi liberado nesta terça-feira (24) após decisão da Justiça

25 março 2020 - 14h30Por Campo Grande News

O pastor Jesus Danilvo Coelho Gorgs, 40 anos, preso no dia 12 deste mês depois de protagonizar cenas de violência contra a esposa de 55 anos, em residência no Bairro Giocondo Orsi, em Campo Grande, vai ser monitorado por tornozeleira eletrônica.

Conforme apurado pela reportagem, o pastor foi liberado nesta terça-feira (24) após decisão da Justiça. Para manter o benefício, deverá cumprir regras, como horários para chegar e sair de casa e locais que pode frequentar.

Jesus responde pelos crimes cárcere privado qualificado, ameaça, lesão corporal dolosa (violência doméstica), registro não autorizado de intimidade sexual e divulgação de cena de estupro ou nudez.

Tortura - O pastor deixou a vítima nua e cortou mechas do cabelo dela enquanto transmitiu a cena ao vivo pela internet na casa onde o casal vivia. A Polícia Militar foi chamada no fim da manhã e por volta das 15h, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) decidiu invadir o quarto onde Jesus mantinha a mulher refém. Ele foi desarmado e preso. A vítima levada para hospital.

Gorgs foi expulso da Assembleia de Deus, mas segundo o pastor João Bosco Martins já tinha o título quando chegou à congregação, por isso, perdeu o “cargo”, mas talvez possa continuar sendo líder religioso em outro templo. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Marido tenta agredir esposa ao saber que ela não tinha dinheiro para comprar pinga
PREVENÇÃO
Opas defende isolamento social como melhor opção de combate à covid-19
COVID-19
Corpo da primeira vítima de coronavírus em MS é liberado para enterro; funerária diz que não haverá velório
BRASIL
Receita libera entrada de 500 mil testes de Covid-19 em tempo recorde