Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020

Pedreiro que arrastou cachorro até lixão é solto após prestar depoimento

23 dezembro 2015 - 09h30Por CG News
O pedreiro Luiz Miranda da Silva, 65 anos, que na tarde desta segunda-feira (21), arrastou o seu cachorro até o lixão para enterrar o animal, foi colocado em liberdade após 40 minutos de depoimento.

Luiz poderá pagar multa de R$ 5,5 mil aplicada pela Polícia Militar Ambiental. R$ 5 mil por ter enterrado o animal em local inadequado e R$ 500 por maus-tratos.

A transformação do procedimento em inquérito vai depender do depoimento de outras testemunhas, que ainda serão ouvidas, e laudos técnicos da perícia para demonstrar, por exemplo, se o cachorro de fato estava morto quando começou a ser arrastado.

O caso ganhou repercussão depois da postagem de um vídeo na internet com imagens do cachorro sendo arrastado por um carro na cidade de Campo Grande. A Polícia Militar Ambiental foi acionada e conseguiu chegar até a casa do pedreiro, com base no número da placa do veículo.

Segundo o homem, o cachorro fugiu de casa e foi atropelado. Como o animal estava cheio de sangue, preferiu não colocá-lo dentro do carro e o amarrou no pára-lama, arrastando até o lixão para enterrá-lo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Jorge Jesus critica proibição de torcedores em estádios de Portugal
MS
Crianças tem sobrenome acrescentado de avô materno após decisão da Justiça em MS
GERAL
Polícia Federal prende prefeitos de Rondônia por suspeita de corrupção
CRISE AMBIENTAL
Papa cita na ONU 'perigosa situação da Amazônia e dos indígenas'