Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
CRIME AMBIENTAL

Pescador é prenso e autuado em R$ 4,4 mil por capturar e abater dourado que está com pesca proibida e jaú fora da medida permitida por lei

25 setembro 2020 - 15h00Por PM-MS

Na manhã de hoje (25), durante fiscalização fluvial no rio Ivinhema, visando à prevenção à pesca predatória no município de Taquarussu, uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Batayporã vistoriou um rancho nas proximidades de um pesqueiro e encontrou dentro de uma caixa isotérmica, dois exemplares de peixes que um pescador acabara de capturar, sendo um deles da espécie dourado que está com pesca proibida pela Lei Estadual nº 5.321 de 10 de janeiro de 2019.

Além do peixe da espécie dourado, o infrator também havia capturado e abatido um peixe da espécie jaú, medindo 85 centímetros, tamanho inferior ao permitido por lei. O tamanho mínimo de captura para o jaú é de 95 centímetros.

O infrator (40), residente em Taquarussu, recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina e responderá por crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 4.400,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Jaú fora da medida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
MS registra queda na média móvel de óbitos por Covid-19, mas população ainda precisa ficar atenta
POLÍTICA
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes
JUSTIÇA
TSE rebate notícias falsas sobre urna de 2018 que voltaram a circular
GERAL
INSS define como comprovar vida de beneficiário que mora no exterior