Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020

PMA faz operação para proteção do rio da Prata e multas somam R$ 16 mi

11 junho 2016 - 10h30Por G1
A Polícia Militar Ambiental (PMA) está realizando vistorias em propriedades rurais de Jardim e Bonito, na região oeste de Mato Grosso do Sul, para fazer levantamento de degradações de áreas de várzeas e nascentes do rio da Prata. As multas aplicadas em várias propriedades somam R$ 16.621.000.


O quarto proprietário rural foi autuado nesta sexta-feira (10) e multado em R$ 50 mil. Na fazenda que fica a 45 quilômetros de Bonito, foram constatados 2 km de drenos, sem licenciamento ambiental. Alguns estavam localizados em áreas de nascentes e olhos d’água, que são Áreas de Preservação Permanente (APP).

As atividades foram interditadas. O arrendatário da fazenda, agricultor de 34 anos, vai responder por crimes ambientais e poderá pegar pena de prisão de um a três anos por crime ambiental de destruir APP, além de um a seis meses de prisão por construir atividade poluidora sem autorização do órgão ambiental.

Outras três fazendas já foram autuadas e multadas em R$ 13 milhões, R$ 520 mil e R$ 3.541.000 por irregularidades ambientais. Todos os autos serão encaminhados ao Ministério Público do Estado (MP-MS) para possível abertura de ação civil pública de reparação dos danos ambientais.

Os levantamentos vão em outras propriedades suspeitas de irregularidades. Os levantamentos são terrestres, por imagens de satélites, fotografias e vídeos aéreos, no sentido de se levantar as ilegalidades e avaliar os danos ambientais. A avaliação é feita pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
MS registra 479 novos casos de Covid-19 e faixa etária de 30 a 39 anos é a mais afetada
AQUIDAUANA
Polícia Militar Ambiental autua infrator em R$ 2,3 mil por incêndio em leiras de vegetação proveniente de limpeza
ECONOMIA
Decisão do STF evita perda na arrecadação de R$ 1,2 bilhão, diz Reinaldo Azambuja
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares