Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
Respeito a vida
CRIME AMBIENTAL

Polícia Militar Ambiental de Aparecida do Taboado autua infratora em R$ 10 mil por descumprimento de embargo e por reincidência em exploração ilegal de madeira

25 junho 2020 - 09h00Por PM-MS

Depois de receber denúncias, versando sobre exploração ilegal de madeira, Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado realizaram fiscalização ambiental em uma fazenda no município de Paranaíba e efetuaram ontem (24), a autuação de uma proprietária rural, por exploração ilegal de madeira em sua propriedade rural e descumprimento de embargo de área resultante de autuação no ano passado, também por exploração de madeira.

A equipe da PMA esteve na propriedade e verificou os troncos provenientes da derrubada de 11 árvores nativas de grande porte, de várias espécies, em meio a uma área de pastagem, sem autorização ambiental. A madeira explorada das árvores não estava mais no local e o funcionário informou que teria sido um terceiro o autor da derrubada das árvores e não sabia o que fora feito com a madeira.

Na checagem relativa a autuações da propriedade, a PMA verificou que a área de onde foi retirada a madeira estava interditada desde o ano passado, também por exploração de madeira, porém, o proprietário ainda era o pai da autuada. Um dos motivos da autuação e embargo anterior (2019) da área foi também porque, no cadastro, a área explorada constava como a reserva legal da propriedade.

A pecuarista (43), residente em Paranaíba, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 10.000,00. Ela também responderá por crime ambiental, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL– PMMS - (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
CBF anuncia novo calendário do futebol brasileiro
DOURADOS E CAARAPÓ
DOF apreende produtos contrabandeados do Paraguai durante a Operação Hórus
GERAL
IBGE pesquisa impacto da pandemia nas empresas
CRIME AMBIENTAL
Infrator é autuado em R$ 3 mil por armazenamento ilegal de combustível e contaminação do solo em área de abastecimento