Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
CORONAVÍRUS - Setembro 2020
CRIME AMBIENTAL

Polícia Militar Ambiental de Batayporã autua assentada em R$ 9 mil por desmatamento e exploração de madeira ilegais e incêndio

04 setembro 2020 - 13h00Por PM-MS

Hoje (4), depois de receberem denúncias sobre um incêndio, Policiais Militares Ambientais de Batayporã realizaram vistoria em uma propriedade rural, localizada no Assentamento 17 de Abril (Projeto de Assentamento Teijin), no município de Nova Andradina. No lote denunciado, os policiais observaram que a proprietária ateou fogo ilegalmente em leiras e coivaras de vegetação nativa oriundos de um desmatamento, para o qual foi verificado no momento da vistoria, que a infratora não possuía licença ambiental.

Os Policiais mediram a área desmatada ilegalmente que perfez 2,67 hectares de vegetação nativa e verificaram que o incêndio fora realizado para limpeza do local para renovação da pastagem. O local desmatado já estava gradeado para o plantio da pastagem nova. A madeira armazenada, sendo 232 lascas das espécies Angico, Pau-terra e Barbatimão e três mourões da espécie Pau-terra, foi apreendida. As atividades foram interditadas.

A proprietária do lote, de 48 anos, residente no assentamento, foi autuada e multada administrativamente em R$ 9.000,00 pelas infrações de desmatamento e uso ilegal do fogo. Ela também responderá por crime ambiental, com pena prevista de três a seis meses de detenção, pelo desmatamento. Também responderá pelo crime de exploração ilegal de madeira, com pena de seis meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Justiça Federal manda soltar acusados de invadir celular de Moro
ECONOMIA
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora