Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020
Faculdade columbia
REGIÃO

Polícia Militar Ambiental de Costa Rica autua em R$ 10 mil e interdita lava jato e borracharia por poluição ambiental

27 outubro 2020 - 18h00Por PM-MS

Depois de receber denúncia de poluição ambiental, em que um lava-jato/borracharia estaria lançando rejeitos da limpeza de veículos pesados a céu aberto, a Polícia Militar Ambiental de Costa Rica interditou a empresa que funcionava em um posto de combustível localizado no entroncamento das rodovias BR 060 e MS 306, no município de Chapadão do Sul, hoje (27) pela manhã.

No local, os Policiais contataram que as caixas separadoras de óleo e lubrificantes estavam cheias, devido à falta de manutenção, vazando os efluentes oleosos e com os produtos resultantes das lavagens escoando para o pátio da empresa, atingindo uma propriedade vizinha e contaminando o solo.

A equipe constatou também a queima de pneus velhos e resíduos da borracharia a céu aberto, deixando de atender as exigências da logística reversa na devolução de resíduos conforme prescrevem as normas, bem como óleo em tambores cortados e contaminando o solo e resíduos sólidos e pneus velhos espalhados pelo local.

As atividades e serviços foram paralisados.  A empresa, com domicílio jurídico em Chapadão do Sul, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 10.000,00. O responsável poderá responder por crime de poluição, com pena de um a quatro anos de reclusão. Ele também foi notificado a regularizar toda a situação de tratamento e remover os resíduos contaminantes.

Óleo em tambor vazando ao solo.

 

Óleo contaminando o solo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PÁTIO ZERO
Detran-MS abre três leilões com mais de 700 motocicletas em dezembro
CORONAVÍRUS
SES cobra medidas mais restritivas dos municípios para conter avanço da doença
MAUS TRATOS
Mãe é denunciada após apagar cigarro na mão da filha em Dourados
LEI
Diploma em Braille deve ser fornecido para aluno com deficiência visual