Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
Faculdade columbia
TRÊS LAGOAS

Polícia Militar apreende 120 tabletes de maconha em "fundos falsos" do veículo

20 novembro 2020 - 09h00Por PM-MS

Na noite de quinta-feira (19/11) um homem de 56 anos fugiu de abordagem policial, mas acabou preso transportando 120 tabletes de maconha em fundos falsos de seu veículo.

Durante abordagens a veículos realizadas na entrada do município, policiais militares perceberam que o condutor de um veículo VW/Parati cor prata, acelerou bruscamente o veículo ao ver a viatura e fugiu em alta velocidade.

Com as características do veículo e do condutor, foi intensificado rondas no trajeto seguido por ele e por volta das 21h a equipe o avistou caminhando pela Avenida Ranulpho Marques Leal e foi abordado.

O suspeito ficou extremamente nervoso e apresentou versões contraditórias informando que havia deixado o veículo que conduzia na residência de um amigo pela Rua Michel Thomé (proximidade da abordagem) e insistindo não haver nenhum ilícito.

Reforçando sua negativa, o suspeito convidou a equipe a olhar o veículo, contudo durante uma busca minuciosa foi localizado atrás dos forros das portas vários tabletes de maconha, bem como nas laterais traseiras e em um fundo falso no porta malas que ao final da contagem totalizou 120 unidades que pesadas resultou em 96 quilos da droga.

Que o autor informou apenas que vinha do município de Bataguassu e não quis dar mais esclarecimentos, logo recebeu voz de prisão foi entregue na delegacia juntamente com o material apreendido.

                                                                                       

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS UMA CONDENAÇÃO
Chefe do tráfico na fronteira, Galã é condenado a 8 anos de prisão por lavagem de dinheiro em MS
ECONOMIA
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
JUSTIÇA
STF adia decisão sobre prescrição do crime de injúria racial
Pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes adia fim do julgamento
NOTÍCIAS
Banco indenizará empresa após fraude praticada em aplicativo