Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020
COROLLA DOURAMOTORS - OUTUBRO 2020
MS

Preso que fugiu com outros 75 de prisão paraguaia em janeiro é recapturado tomando banho de rio em MS

Murilo Rodrigues Nogueira, de 26 anos, foi preso no local conhecido como Cascalheira, que fica as margens do rio Paraná, em Três Lagoas.

10 outubro 2020 - 11h00Por G1MS

Um dos 76 presos que fugiram por um túnel de uma penitenciária paraguaia na fronteira com o Brasil em janeiro deste ano, foi recapturado na tarde desta sexta-feira (10), pela Polícia Militar, em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, quando tomava banho de rio.

Murilo Rodrigues Nogueira, de 26 anos, foi preso no local conhecido como Cascalheira, que fica as margens do rio Paraná e que é muito frequentado por banhistas da cidade. O foragido foi reconhecido pelos policiais, que faziam uma ronda pela região.

Segundo a polícia, ele estava acompanhado de uma tia, de 51 anos e de um homem, de 36 anos. O foragido escondeu na bolsa da familiar um revólver calibre 38, com cinco munições, 6 porções de cocaína e uma trouxinha de maconha.

A polícia apontou que Nogueira tem uma extensa ficha criminal com registros de envolvimento nos crimes de sequestro e cárcere privada, lesão corporal dolosa, tráfico de drogas, tentativa de roubo seguido de morte, porte ilegal de arma de fogo, dano, roubo e receptação. Ele também seria integrante de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios.

A PM apurou que Nogueira estava escondido na casa da tia, no Jardim Atenas em Três Lagoas. Os policiais apontaram que ele tinha três mandados de prisão em aberto. Seu nome também estava na lista de procurados pela Interpol.

Lista da Interpol tem o nome de Murilo Rodrigues Nogueira entre os procurados — Foto: Reprodução/Interpol

A fuga

A fuga de 76 presos da penitenciária regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, que fica na fronteira com a cidade brasileira de Ponta Porã (Mato Grosso do Sul), ocorreu na madrugada do dia 19 de janeiro.

Do total de fugitivos, 40 são brasileiros e 36 são paraguaios. Todos são integrantes de uma facção criminosa. O Ministério Público do Paraguai disse na época que vídeos das câmeras de segurança do presídio mostram uma movimentação intensa desde as 4h deste domingo.

A maior parte dos presos estava em um piso superior e um grupo no térreo, onde o túnel foi cavado. Para ter acesso ao piso inferior, os detentos devem passar por um portão, que deve permanecer trancado.

Roupas são vistas na entrada de um túnel na prisão de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, por onde dezenas de presos fugiram  Foto: Marciano Candia/AP

Roupas são vistas na entrada de um túnel na prisão de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, por onde dezenas de presos fugiram — Foto: Marciano Candia/AP

O diretor do presídio e outros 30 agentes carcerários chegaram a ser presos pela suspeita de facilitarem a fuga do estabelecimento penal. Uma grande operação envolvendo as policias do Brasil e do Paraguai foi montada para tentar recapturar os foragidos, mas o número de prisões foi pequeno nos dois países.

Diagrama sobre fuga de presos no Paraguai — Foto: Arte/G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
ECONOMIA
Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
INTERNACIONAL
Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher
BRASIL
68% das indústrias estão com dificuldades para obter insumos no Brasil, mostra pesquisa da CNI