Menu
Busca quinta, 25 de abril de 2019
(67) 9.9973-5413
PARAGUAI

Presos ontem durante operação, pistoleiros de Minotauro são levados para Assunción

08 fevereiro 2019 - 11h30Por Da Redação

Os 14 homens e uma mulher, presos ontem (7/2), acusados de fazer parte da quadrilha do narcotraficante brasileiro Sergio de Arruda Quintiliano Neto, o Minotauro, foram levados no período da noite para Assunción, capital do Paraguai.

São 12 brasileiros, um cidadão paraguaio, outro que tem identidade dos dois países e uma mulher de nacionalidade paraguaia. Eles são suspeitos de várias mortes na fronteira, ordenadas por Minotauro.

Conforme informado pelo Campo Grande News, o grupo estava com armamento pesado, grande quantidade munição, celulares, rádios de comunicação e dezenas de carros, alguns blindados. As prisões foram feitas em seis casas em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã.

Até um sistema de monitoramento por câmeras foi descoberto pela polícia. Através da internet, o traficante preso segunda-feira (4/2), em Balneário Camboriú (SC), podia acompanhar até mesmo movimentação das ruas centrais de Pedro Juan Caballero.

Os 14 homens passaram a noite em um departamento da Polícia Nacional na capital paraguaia com segurança reforçada. A única mulher do grupo, Mariza Estela Salinas Benítez, foi levada para uma ala feminina da polícia.

Os suspeitos são apontados como integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) colocados sob o comando de Minotauro para eliminar inimigos da quadrilha na fronteira.

Os brasileiros foram identificados como Emerson Roni Marques de Souza, 26, Ailton Botelho dos Santos, 34, Rodrigo Rocha de Araújo, 22, Renan Canteiro, 29, Wilson Carlos Torres Quadros, 37, Rafael de Souza, 24, Felipe Diogo Fernandes Dias, 24, Julio Cesar Gomes, 28, Deny Junior Mendes Moura, 30, Mike Vinicius Lima Nascimento, 22, Tiago Henrique Lima Fernandes, 26, e Luciano De Souza Martinez, 25.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Ninguém acerta as seis dezenas da Mega-Sena e prêmio vai a R$ 105 milhões
LAMENTÁVEL
Atentados causam fechamento de igrejas no Sri Lanka
MATO GROSSO DO SUL
Produtos de higiene e limpeza têm diferença de até 259%, aponta Procon
ECONOMIA
Confiança do Consumidor recua 1,5 ponto de março para abril