Menu
Busca terça, 26 de março de 2019
(67) 9.9973-5413
PI SANESUL
POLÍCIA

Quadrilha especializada em assaltos roubou 38 veículos em quatro meses

08 novembro 2018 - 14h24Por Da redação

38 veículos roubados em quatro meses. Essa é a quantia e o período que a quadrilha especializada em assaltos, agiu em Dourados. Os dados foram pelo delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais), Rodolfo Daltro, na manhã de hoje (8/11), segundo o Dourados News.

O grupo era formado por oitos pessoas, porém dois morreram durante confronto com a polícia, e atualmente um dupla já está presa. Conforme o site, quatro criminosos ainda estão foragidos, mas identificados e com mandados de prisão expedidos pela Justiça. 

Os dois indivíduos presos na manhã de hoje na segunda maior cidade, foram detidos na tarde de ontem (7/11), na região da Sitioca Campo Belo, por envolvimento nesses crimes. 

Um deles foi identificado como Rener Pimentel, de 21 anos, que ainda de acordo com o Dourados News, é considerado de alta periculosidade e possuía sete mandados de prisão expedidos contra ele. 

O outro é Adriano Aparecido Souza Plácido, de 35, que estava na companhia do rapaz e participou da ação orquestrada pelo comparsa na terça-feira (6/11), quando duas motos foram roubadas no município. Com eles os policiais apreenderam um revólver calibre 22.

No momento do flagrante, ambos tentavam fugir para a região de fronteira. 

Na ocasião, duas mulheres foram detidas dentro de um táxi que daria o suporte aos suspeitos. Elas prestaram depoimento e liberadas posteriormente. 

A quadrilha 

De acordo com Rodolfo Daltro, a quadrilha agia em oito pessoas e os assaltos começaram em junho. 

“Desde junho detectamos vários roubos a caminhonete e automóveis, todos de formas semelhantes”, contou. 

Além dos carros de luxo, o grupo também realizava roubos a motos de altas e baixas cilindradas.

“São oito roubos a carros de luxo e 10 de motos acima de 300cc, além de 20 roubos de motos com cilindradas mais baixa, como Titan e Biz”, disse o delegado. Os veículos de baixa cilindradas eram usados, na maioria das vezes, para cometer outros assaltos.

Rener tinha como comparsas Rodrigo Ferreira Dias, conhecido como ‘R3’ e Arthur Rodrigues Neto, o ‘Mizuno’, mortos em confronto com a polícia no dia 25 de outubro, na ‘favelinha’ do bairro Estrela Verá.

Ele também é apontando pela participação na tentativa de assalto ao então candidato ao Senado, Nelsinho Trad, ocorrido em frente a um hotel de Dourados, no dia 23 de setembro. 

Na ocasião, os criminosos levaram a pistola calibre 40 usada pelo segurança do senador eleito, recuperada durante perseguição a um adolescente paraguaio, que atuava ao lado do criminoso após os óbitos de seus comparsas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Saúde de Ponta Porã recebe nova ambulância do Samu e mais dois veículos
EMPREGO
Comércio em Ponta Porã encerra fevereiro com variação de 106 postos de trabalho
NOVA POLÊMICA
Bolsonaro determina que 'golpe de 64' tenha 'comemorações devidas'
ECONOMIA
País cria 173 mil empregos, maior resultado para fevereiro desde 2014