Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020

Segurança mata a mulher por ciúmes

Segurança mata a mulher por ciúmes

02 dezembro 2011 - 13h20
Maiscomunidade


O segurança de banco terceirizado Carlos Alberto da Silva, de 32 anos, matou, na noite de ontem, sua mulher, Patrícia Lira Pereira, de 21 anos, dentro da casa onde moravam, em Guarulhos, na Grande São Paulo. O motivo de crime foi ciúme. A arma usada, uma Taurus calibre 38, pertence à empresa para a qual o segurança trabalha.

A mãe da vítima, Sônia Lira, que morava na mesma residência do casal, testemunhou a morte, e contou que Patrícia implorou pela vida. mas acabou morta com uma bala na cabeça, segundo Sônia.


Carlos fugiu do local, e a mãe de Patrícia ajudou a socorrê-la ao Hospital Padre Bento, onde morreu. Avisada, a Polícia Militar fez buscas na região, e encontrou e prendeu o segurança dentro de seu Gol. "Se chegássemos um pouco depois, ele provavelmente teria atentado contra a própria vida. Pediu que nós o matássemos", contou o soldado Ezequiel Mota, da 2ª Companhia do 15º Batalhão.


Sônia disse que Carlos agredia Patrícia com frequência, e que a filha já havia registrado boletim de ocorrência com base na lei Maria da Penha. O casal tinha um filho de 2 anos. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Guarulhos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Governo anuncia Renda Cidadã, com recursos de precatórios e do Fundeb
JUSTIÇA
Negado pedido de desaforamento por imparcialidade de jurados
ECONOMIA
Taxa média de juros para famílias cai, diz Banco Central
MS
Termina nesta quarta-feira prazo para quitação de licenciamento para placas final 9