Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021

SIG prende acusados de assalto aos irmãos Sato; polícia procura chefe do bando

17 maio 2012 - 10h26Por Dourados Agora
Dois homens presos ontem, durante operação do Serviço de Investigação Geral (SIG), confessaram participação no assalto aos irmãos Sato.

Conforme noticiou o Douradosagora, os feirantes Edson Hirashi Sato, de 42 anos, e Milton Tadeshi Sato, de 41 anos, foram rendidos e sequestrados, em 8 de maio, no momento em que montavam as barracas para a feira que aconteceria no dia seguinte no bairro Cabeceira Alegre.

A quadrilha deixou os Sato amordaçados numa mata, sob a mira de armas, e levaram a pick-up F 4000, da cor prata. Na mesma noite, a Polícia Militar de Coronel Sapucaia prendeu Rodrigo Roque da Silva, de 26 anos.

A partir da prisão de Rodrigo, o SIG iniciou as investigações para chegar aos comparsas. O juiz da 1ª Vara Criminal, Rubens Witzel Filho representou pela prisão temporária dos suspeitos e ontem, durante mandado de busca e apreensão, prenderam Fabricio Fonseca Calegari, de 29 anos e Ernesto Garcia, de 29 anos. O suposto chefe do bando, Marcos Ferreira de Souza, de 30 anos, está foragido. A operação ocorreu simultaneamente nos bairros Altos do Indaiá, Jardim Flórida I e II e ainda Vila Aurora.

De acordo com o SIG, Marcos Ferreira, o ‘Marcão’ era o responsável em organizar o plano de assalto, escolher local e vitima; Rodrigo negociava e comercializava o produto roubado no lado paraguaio. No caso do roubo da F400, ele venderia o veículo ao preço de R$ 15 mil e dividiria o valor com os demais do bando. Já, Fabricio participava do assalto e ficava responsável em ficar no cativeiro com a vitima até o fato ser consumado e Ernesto apoiava o bando.

Todos os acusados pela Policia Civil, tem passagens. Marcos, por assalto e tráfico, com Rodrigo; Fabricio, por tentativa de homicídio e Ernesto por porte ilegal de arma de fogo.

A polícia não descarta participação deles em outros assaltos na cidade. Quem tiver alguma informação que possa ajudar a polícia, deve ligar para o telefone 190 (Polícia Militar) ou 199 (Guarda Municipal). A ligação é gratuita e pode ser anônima. Também pode acionar o Serviço de Investigação Geral (SIG) pelo telefone 3411.8080 e o 2º Distrito, 3424.6911 e 3424.5842.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Terça-feira de tempo claro, calor e pancadas de chuva à tarde
SAÚDE
Brasil tem quase 30 mil novos casos de hanseníase por ano
CONTRABANDO E CRIME AMBIENTAL
Goiano é autuado pela PMA e preso por Policiais Militares com agrotóxicos do Paraguai
JUSTIÇA
Estudante que ficou três anos sem diploma será indenizada